Flamengo teve jogador expulso logo aos 12 minutos de jogo contra o León, do México, pela Libertadores

Jayme de Almeida elogiou o desempenho do Flamengo , mesmo com a derrota por 2 a 1 diante do Léon, no México. O treinador acredita que, diante todas as dificuldades impostas na partida, seus comandados se comportaram bem. As críticas do técnico, portanto, ficaram voltadas à arbitragem, que marcou dois pênaltis a favor dos donos da casa.

Flamengo sofre com um a menos e perde para o León na estreia pela Libertadores

"Ele deu dois pênaltis que não foram nada, expulsou um jogador nosso, deu um monte de cartões amarelos e não fez nada contra o time mexicano. Não gosto de falar de arbitragem, mas nunca vi um árbitro tão ruim igual esse. Eu não sei se o árbitro é caseiro, mas sei que hoje ele foi muito mal", esbravejou Jayme de Almeida, bastante chateado com o resultado.

Hernane faz falta em Edwin Hernandez, do León, na estreia do Flamengo na Libertadores
AP
Hernane faz falta em Edwin Hernandez, do León, na estreia do Flamengo na Libertadores

Logo aos 12 minutos do primeiro tempo, o volante Amaral exagerou na força ao dividir com o adversário e acabou expulso. Os flamenguistas, que se irritaram com o rigor do árbitro, ficaram ainda mais contrariados com o pênalti marcado a favor dos mexicanos. Hernane se enrolou com o atacante anfitrião, que ficou no gramado e viu o árbitro apontar a marca da cal.

O lance gerou muitos protestos, mas o árbitro seguiu mostrando insegurança, irritando os flamenguistas. Até mesmo no gol do time brasileiro, o colombiano José Buitrago se enrolou na hora de confirmar o lance a favor da equipe rubro-negro. O número excessivo de cartões também foi questionado, assim como o segundo pênalti marcado a favor dos mexicanos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.