Tamanho do texto

Ex-jogador do Internacional disse que aceitou a proposta pelo desafio e gosta da cultura japonesa -

Forlán é apresentado pelo Cerezo Osaka
Divulgação
Forlán é apresentado pelo Cerezo Osaka

O atacante Diego Forlán foi apresentado nesta quarta-feira como novo jogador do Cerezo Osaka. A apresentação do uruguaio teve grande destaque no país, que tem investido muito mais em categorias de base do que na contratação de estrelas do futebol internacional. A chegada do craque da Copa do Mundo de 2010 contou com a presença de centenas de torcedores e jornalistas, além de transmissão ao vivo na televisão.

Leia mais:  Futebol japonês ignora crise, investe alto e bate recorde de transferência

O cosmopolita ex-jogador do Internacional mostrou desenvoltura e discursou em japonês em suas primeiras palavras como atleta do Cerezo Osaka. Forlán agradeceu a confiança dos torcedores e da diretoria e prometeu entrega em campo. Depois disso, o uruguaio passou a responder às perguntas em bom português. "Estou me sentindo muito bem, contente com esse momento novo. A verdade é que sinto muita vontade de começar a jogar", disse.

Apresentação de Forlán no Cerezo Osaka reuniu centenas de jornalistas
Divulgação
Apresentação de Forlán no Cerezo Osaka reuniu centenas de jornalistas

Forlán também explicou como foi convencido a deixar o Brasil para atuar no futebol japonês. O atacante afirmou que já conhecia o Japão e que se sentiu atraído por um novo desafio. Ao longo da carreira, o uruguaio já atuou em cinco países: Argentina, Inglaterra, Espanha, Itália e Brasil. Curiosamente, o jogador jamais jogou profissionalmente por uma equipe de seu país natal. Forlán deixou o Danubio aos 15 anos rumo ao Independiente, clube onde foi revelado.

"Na verdade, o presidente veio tempos atrás com a proposta e tive vontade de jogar pela J-League. Eles me mostraram como é e eu gostei muito. Estive três vezes no Japão. Gosto dos japoneses, do país, da cultura, do respeito. O futebol também é muito bom. Muito técnico, com muita velocidade. Gostei da proposta e do desafio em vir para cá", comentou o uruguaio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.