"Não sei por que todos vão contra ele e deixam a sua vida mais difícil", disse o argentino em defesa do jogador

Dois dos jogadores mais polêmicos das últimas décadas, Diego Armando Maradona e Mario Balotelli querem trabalhar juntos. Depois do atacante italiano rasgar elogios ao ex-jogador argentino, foi a vez de El Pibe defender o atleta do Milan . Em viagem a Dubai nesta segunda-feira, o ídolo sul-americano elogiou Balotelli e afirmou que seria um prazer comandar o polêmico atacante.

"Treinar Balotelli? Daria para mim um grande prazer. Não sei por que todos vão contra ele e deixam a sua vida mais difícil. Com Mario, gostaria de conversar cara a cara, sozinho num quarto. Contaria a ele as minhas experiências. Saberia o que fazer com elas. Seria julgado pelo que faz em campo. Ninguém pode ensiná-lo a viver. Deixem-no em paz", decretou Maradona, em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport .

Leia mais: Milan perde a primeira com Seedorf, e Balotelli chora no banco

Assim como o argentino, Balotelli já se envolveu em inúmeras polêmicas na sua carreira. Quando ainda atuava pela Internazionale, por exemplo, vestiu uma camisa do Milan em um programa de televisão. Também fez gestos obscenos à torcida do próprio time. No Manchester City, atirou dardos em um jogador das categorias de base do clube, invadiu uma escola para ir ao banheiro, incendiou a própria casa com fogos de artifícios e chegou a abandonar uma partida por suposta alergia à grama.

Conheça a nova página de futebol internacional do iG

Já Maradona, campeão da Copa do Mundo de 1986 com a Argentina, também não atraia as atenções apenas pelo que fazia dentro das quatro linhas. Fora delas, envolveu-se com drogas e protagonizou muitos casos de agressão contra jornalistas. No Mundial de 1994, foi flagrado no exame antidoping por uso de efedrina, substância proibida, que é utilizada para emagrecer. O argentino levou quinze meses de suspensão e encerrou sua carreira em baixa.

Agora treinador da seleção do Iraque, Maradona, que comandou a Albiceleste na última Copa do Mundo, na África do Sul, aproveitou para dar o seu pitaco sobre o Mundial do Brasil. Na expectativa pelo tricampeonato da seleção de seu país, ele disse que está preocupado com a defesa da equipe comandada por Alejandro Sabella. "Se a Copa é jogada na América do Sul, deve ganhar uma seleção sul-americana. Naturalmente, espero que seja a Argentina. Na frente, temos ótimos jogadores. O problema é a defesa", avaliou El Pibe .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.