Resultado levou a equipe à segunda posição no Português, graças ao adiamento do clássico entre Benfica e Sporting

Mesmo com um elástico placar de 3 a 0, o Porto encontrou sérias dificuldades para vencer o Paços de Ferreira, neste domingo, no Estádio do Dragão, pela 18ª rodada do Campeonato Português . Com alguns sustos no começo da partida, o time marcou com Quaresma, Jackson e Ricardo Pereira. Os dois últimos, aos 43 e 45 minutos do segundo tempo, respectivamente.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Português

Com o resultado, o Porto pulou para a segunda posição na tabela, já que o clássico entre Benfica e Sporting foi adiado devido a problemas na cobertura do Estádio da Luz, em Lisboa. O Paços de Ferreira segue na vice-lanterna.

O colombiano Jackson Martinez comemora com seus companheiros o gol da vitória do Porto sobre o Paços Ferreira
AP
O colombiano Jackson Martinez comemora com seus companheiros o gol da vitória do Porto sobre o Paços Ferreira

Na próxima rodada, os donos da casa visitam o Gil Vicente, enquanto o Paços tem a dura missão de parar o líder Benfica, em casa.

O jogo - O Paços de Ferreira não se intimidou por estar jogando com o terceiro colocado do Campeonato Português e foi para cima. Aos 17, Seri chutou forte e levou perigo ao gol dos donos da casa, mas Helton fez defesa elástica e salvou.

Em outra boa oportunidade para os ousados visitantes, Del Valle entrou pela esquerda e obrigou Helton a fazer mais uma boa defesa, aos 24. Não aproveitar as duas boas chances que teve custou caro ao Paços.

Primeiro, aos 29 minutos, Ricardo Quaresma chutou de três dedos e a bola passou por cima do travessão do gol visitante. Depois, aos 41, Seri colocou a mão na bola dentro da área e o juiz marcou pênalti. O mesmo Quaresma não hesitou em cobrar e abrir o placar para o Porto.

Animado com o gol marcado no fim do primeiro tempo, o Dragão voltou para a segunda etapa mais confiante. Aos três minutos, Herrera cruzou da esquerda para Jackson, mas o colombiano, ao invés de chutar de primeira, tentou dominar a bola e acabou perdendo o controle da boa jogada.

Organizado, dois minutos depois o time da casa estava novamente no ataque e só não ampliou o placar porque o goleiro Degra segurou o chute de Josué.

Com a torcida impaciente pela queda do ritmo de jogo, o Paços chegou ao ataque com Bebé, que tirou tinta da trave esquerda do goleiro Helton com um chute cruzado. A partir de então, o Porto começou a ter dificuldades para segurar a vantagem mínima conseguida no primeiro tempo. Sufoco que não durou muito tempo.

Faltando dois minutos para o fim do jogo, Jackson, com tranquilidade, colocou a bola no fundo das redes, após cruzamento rasteiro de Licá. Rendido, o Paços de Ferreira ainda levou o terceiro gol.

Ricardo Pereira, que havia acabado de entrar no lugar de Varela, pegou rebote do chute de Licá e marcou seu primeiro gol com a camisa dos Dragões. A partida terminou 3 a 0 para o Porto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.