Com a derrota fora de casa, Arsenal pode perder a liderança do Inglês para Manchester City e Chelsea

Martin Skrtel anotou os dois primeiros gols da equipe mandante
Getty Images/Michael Regan
Martin Skrtel anotou os dois primeiros gols da equipe mandante

Em busca do título do Campeonato Inglês desta temporada, Liverpool e Arsenal mediram forças neste sábado, no Anfield Road, em partida válida pela 25ª rodada da competição nacional. E quem levou a melhor foi a equipe da casa, que iniciou o jogo de maneira fulminante, marcou quatro gols em 20 minutos e acabou goleando por 5 a 1, diminuindo sua distância em relação ao clube londrino, que pode perder a liderança do torneio já nas próximas horas.

Embalado pelo apoio da torcida, o time mandante não deu chances nenhuma ao adversário. O zagueiro Skrtel abriu o placar logo no primeiro minuto e ainda aumentou a vantagem aos dez minutos. Raheem Sterling, aos 17 minutos, e Daniel Sturridge, aos 20 minutos, completaram o início arrasador. Sterling ainda marcou outro na etapa complementar, enquanto Arteta, de pênalti, diminuiu.

Apesar do triunfo obtido neste sábado, o time comandado pelo treinador Brendan Rodgers segue na quarta colocação na tabela de classificação do Campeonato Inglês, com 50 pontos. Entretanto, o Liverpool diminuiu sua distância em relação ao líder, Arsenal, que parou nos 55 pontos. A equipe londrina, aliás, pode perder a primeira posição ainda neste sábado, já que Manchester City (53 pontos) e Chelsea (53 pontos) enfrentam Norwich e Newcastle, respectivamente.

LEIA MAIS: Julio Cesar acerta com canadenses e espera liberação do QPR

O Liverpool volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, às 18 horas (de Brasília), quando mede forças com Fulham, no estádio Craven Cottage. No mesmo dia, mas às 17h45 (de Brasília), o Arsenal disputa mais um clássico, desta vez contra o Manchester United, no Emirates Stadium.

O JOGO

Sem conquistar o título do Campeonato Inglês desde a temporada 1989/1990, o Liverpool tem na atual edição da competição a chance de encerrar o longo jejum. E, para conquistar este objetivo, a equipe comandada por Brendan Rodgers tinha no jogo deste sábado, contra o Arsenal, um dos obstáculos mais importantes para seguir vivo na disputa pelo troféu.

Jack Wilshere durante a goleada sofrida pelo Arsenal
Getty Images/Michael Regan
Jack Wilshere durante a goleada sofrida pelo Arsenal

Reconhecendo a importância do confronto, o time mandante iniciou a partida no Anfield Road de maneira avassaladora. Os torcedores presentes na arquibancada não economizavam nos gritos de apoio e aumentavam a disposição dos atletas em campo. E, antes mesmo de o cronômetro completar seu primeiro giro, a torcida do Liverpool foi recompensada por seu incentivo.

Após cobrança de falta do meio-campista Steven Gerrard pelo lado esquerdo, o zagueiro Martin Skrtel, em posição de impedimento, apareceu livre na área e desviou com o joelho direito para o fundo do gol. Foi o próprio defensor eslovaco, inclusive, que novamente balançou as redes do rival, desta vez de cabeça, após escanteio, aos dez minutos.

Apreensivo no banco de reservas, o treinador do time londrino, Arsene Wenger, acompanhava seus comandados mostrando irritação e com desempenho apático dentro de campo. O Liverpool, por sua vez, não se contentava com a vantagem no marcador e seguia pressionando os adversários na marcação e mostrando grande velocidade em jogadas de contra-ataque.

Confira a classificação e quem são os artilheiros do Campeonato Inglês

Depois de triangulação com Philippe Coutinho e Luis Suárez, aos 11 minutos, Sturridge teve ótima oportunidade de marcar o terceiro. O atacante inglês ficou sem nenhum marcador na entrada da área e tinha apenas Szczesny à sua frente. De perna esquerda, o atleta chutou de primeira e jogou direto pela linha de fundo. Dois minutos mais tarde, foi a vez de o uruguaio quase balançar as redes, acertando bonito arremate na trave direita do goleiro polonês.

Jogadores do Liverpool comemoram o 4° gol contra o Arsenal
Getty Images/Michael Regan
Jogadores do Liverpool comemoram o 4° gol contra o Arsenal

As chances desperdiçadas, porém, não fizeram falta aos donos da casa. Aos 17 minutos, Suárez desceu em velocidade pelo lado direito e tocou para Sterling apenas desviar para o gol. Em mais um lance de contra-ataque, aos 20 minutos, o brasileiro Philippe Coutinho acertou lançamento longo para Sturridge, que desta vez tocou de maneira precisa na saída de Szczesny e transformou a vitória em goleada.

Com a grande vantagem obtida, o Liverpool recuou um pouco mais para o cmapo defensivo e parou de exercer marcação sob pressão. O Arsenal tentou ensaiar reação e aumentou sua posse de bola, mas não ofereceu perigo ao goleiro belga Simon Mignolet. Com isto, acabou indo aos vestiários com quatro gols de desvantagem.

Na etapa complementar, quem começou dominando foi outra vez o Liverpool. Aos seis minutos, Cissokho partiu em velocidade pelo lado esquerdo e, antes da linha de meio-campo, lançou Sterling. O jovem atleta, de 19 anos, saiu nas costas do zagueiro alemão Mertesacker, invadiu a área e chutou para defesa parcial de Szczesny. No rebote, o jogador não desperdiçou e anotou o quinto gol.

Insatisfeito, Wenger tentou mudar o ritmo do embate e, aos 15 minutos, realizou três alterações de uma vez só. Mesut Ozil, Giroud e Nacho Monreal saíram para entrada de Rosicky, Podolski e Gibbs, respectivamente. Em cobrança de pênalti cometido por Gerrard, aos 24 minutos, Arteta ainda descontou, mas não foi capaz de evitar o revés como visitante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.