Tamanho do texto

Vice-presidente do clube, João Paulo de Jesus Lopes ironizou o presidente da entidade por ser palmeirense

A possibilidade de Rogério Ceni ser denunciado e punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP) pela tentativa de rasteira em Valdivia e pela ombrada dada em Alan Kardec, lances ocorridos durante o clássico contra o Palmeiras, foi tratada com ironia pelo vice-presidente do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, nesta quarta-feira.

Muros do CT do São Paulo amanhecem pichados nesta quarta-feira

O dirigente deu a entender que haveria pré-disposição do tribunal, presidido pelo delegado palmeirense Mauro Marcelo de Lima e Silva, em levantar essa situação. "Estou desconfiado de que isso vem daquele que o Juvenal (Juvêncio, presidente do São Paulo) denunciou como homem das algemas verdes", disse Jesus Lopes, enquanto acompanhava o treino no CT da Barra Funda.

Rogério Ceni tenta acertar chute em Valdívia
Reprodução
Rogério Ceni tenta acertar chute em Valdívia

A referência, não confirmada pelo vice-presidente, é antiga. Em 2008, quando o São Paulo caiu para o Palmeiras na semifinal do Campeonato Paulista - com confusão no vestiário do Palestra Itália durante o intervalo da partida -, a indicação de Mauro Marcelo de Lima e Silva ao TJD não agradou ao São Paulo. Na ocasião, teriam sido encontradas algemas verdes de brinquedo em sua mesa, no 23º DP.

Cinco anos depois, a rivalidade volta à tona nos bastidores. O procurador geral Antônio Carlos Meccia recebeu as imagens do jogo nesta quarta-feira, mas ainda vai analisar se oferecerá ou não denúncia, que pode variar entre ato desleal (artigo que prevê punição de uma a três partidas) ou agressão (com suspensão de quatro a 12 partidas).

Leia também: Álvaro Pereira elogia fase de rivais, mas confia em título do São Paulo

"Se houver denúncia, o São Paulo ficará muito surpreso. Mas, sem dúvida nenhuma, acionará seu departamento jurídico, que trabalha com muita competência", avisou Jesus Lopes.

O lance ocorreu ainda no primeiro tempo do clássico de domingo, logo após o primeiro gol da vitória palmeirense, anotado por Valdivia. O chinelo passou em frente a Rogério Ceni, que tentou passar-lhe uma rasteira, sem sucesso, e em seguida jogou o ombro sobre o corpo do atacante Alan Kardec.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.