Treinador foi colocado para fora quando Santos já vencia por 4 a 1 o Botafogo-SP no último sábado

O Santos já vencia por 4 a 1 o Botafogo-SP quando, aos 34 minutos do segundo tempo, Oswaldo de Oliveira foi expulso após reclamar exaustivamente com o árbitro da partida, Flávio Rodrigues Guerra. Depois do jogo, disputado neste sábado na Vila Belmiro, o treinador reclamou da atuação dos árbitros no Campeonato Paulista.

"Tenho notado que, em todas as partidas do Santos, quando estamos ganhando, o árbitro começa a permitir faltas violentas no final. Hoje (sábado) jogamos a quinta partida em 15 dias. Se não marcarem as faltas, não tem time que aguente", afirmou.

Oswaldo ainda acusou a arbitragem de um possível favorecimento aos adversários. "O cara fez a falta no Rildo, ele não marcou. Na outra, o cara vai e atropela. Por isso eu repetidamente falei com o quarto árbitro. Eu não vou engolir meu ponto de vista. Não é possível que se permitam faltas seguidas porque o time está perdendo".

Com a goleada deste sábado, o Santos manteve a invencibilidade e se isolou na liderança do Grupo C, com 13 pontos ganhos. O Peixe volta a campo na próxima quinta-feira, quando enfrenta o Linense, em Lins.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.