Tamanho do texto

Experiente meia de quase 40 anos de idade ainda teve uma redução salarial para continuar no clube gaúcho

Feliz e visivelmente aliviado. Foi assim que Zé Roberto se apresentou para a coletiva concedida ao final do treino realizado na tarde desta quinta-feira, no Estádio Olímpico. O meia de 39 anos acertou novo contrato de um ano com o Tricolor e ressaltou a identificação com o clube e com a torcida como o principal motivo para ter permanecido em Porto Alegre, mesmo com redução salarial e com propostas superiores de outros clubes.

Veterano Zé Roberto renovou com o Grêmio
LUCAS UEBEL/Preview.com/Gazeta Press
Veterano Zé Roberto renovou com o Grêmio

"Fiquei um pouco angustiado nesse período, pois eu vinha treinando sem contrato. Mas agora estou muito feliz. Essa renovação foi uma retribuição de minha parte, foi por vontade própria. Em nenhum outro clube tive tanta identificação como aqui no Grêmio. É claro que é complicado quando dói no bolso, mas foi uma forma de retribuir esse carinho", explicou o articulador, que completará 40 anos em julho.

A negociação de renovação de Zé Roberto com o Grêmio se estendeu por quase um mês. Embora a vaga na Libertadores garantisse uma renovação automática do contrato por seis meses, dois fatores pesaram para a demora: o clube queria diminuir os direitos de imagem do atleta, e o meia queria estender o vínculo até o fim do ano, e não apenas até julho. Apesar da demora, Zé garante que as conversas foram tranquilas.

"O bom é que não houve desgaste, mas eu não aguentava mais essa situação. Ontem, um torcedor que viu num mercado disse que me mataria se eu não renovasse", brincou o meio-campista, que deve reestrear pelo clube neste domingo, contra o Juventude, pelo Gauchão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.