Após o título da Copinha, Odílio Rodrigues foi aos vestiários e pediu para o atleta renovar o contrato. Santos, no entanto, deixou claro que não fará nenhuma loucura financeira para segurá-lo na Vila Belmiro

Neílton tem vínculo com o Santos até maio deste ano
Miguel Schincariol/ Gazeta Press
Neílton tem vínculo com o Santos até maio deste ano

Mesmo depois de ter liberado Neílton para conversar com o Cruzeiro, o Santos continua as tratativas para renovar o contrato que se encerra em maio do jovem atacante. O valor do salário é o que tem emperrado as conversas, porém, o presidente Odílio Rodrigues acredita que a vontade do jogador em permanecer na Vila Belmiro pode ajudar nas negociações.

Depois do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o presidente foi até os vestiários conversar com Neílton e fez o pedido para que ele continuasse no clube. "Ele (Odílio) falou para eu ficar e renovar. Eu falei para ele que a minha preferência é o Santos, porque foi o time que me revelou. Espero que dê tudo certo, já falei isso para ele", revelou o atleta.

Há algumas semanas, com o aval do Santos, Neílton viajou para Belo Horizonte para conversar com o Cruzeiro e conhecer as dependências do clube. Apesar de não ter desistido do negócio,  a multa elevada  desagradou o presidente mineiro Gilvan de Pinho Tavares. 

Diante da cautela do Cruzeiro, Santos conseguiu se aproximar de Neílton, mas avisa que não fará nenhuma loucura financeira para mantê-lo. Odílio Rodrigues afirmou que o vínculo poderá ser renovado desde que o atleta aceite as condições e políticas do clube, que adota parâmetros de valores contratuais para jogadores de cada faixa etária das categorias de base. 

"Ele (Neílton) tem preferência em ficar no Santos, e o Santos tem vontade de que ele permaneça. Evidentemente, o Santos tem critérios e ele aceitando esses critérios será sempre bem-vindo". ressaltou o cartola. 

"O Santos tem uma política. A gente trata os meninos nascidos em 93 e 94 de uma maneira homogênea, pois não podemos criar diferentes significativas entre os jogadores do mesmo nível. Se fizéssemos isso, criaríamos um efeito dominó injusto. Temos de ter critério, e o jogador precisa aceitar o nosso critério", completou o santista. 

Além do Cruzeiro, Neílton recebeu uma sondagem do Botafogo e propostas do Sevilla, da Espanha, e Porto, de Portugal. O jogador considera precoce uma transferência para o exterior e dá prioridade em continuar no futebol brasileiro. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.