Para tentar escapar do calor excessivo, jogadores até molhavam os pés em baldes de gelo

Por conta do forte calor, jogadores molharam as chuteiras em baldes de gelo
Luiz Munhoz/Fatopress/Gazeta Press
Por conta do forte calor, jogadores molharam as chuteiras em baldes de gelo

Os jogadores do Grêmio sofreram com as altas temperaturas no gramado sintético do estádio Passo d’Areia, mas não culparam o calor pela derrota por 1 a 0 para o São José, neste domingo. O lateral Tinga, que alega ter sofrido queimaduras nos pés, apenas lamentou por não ter conseguido triunfar na estreia do Campeonato Gaúcho.

"Não consegui dar meu melhor e fui na garra, mas, infelizmente, não conseguimos a vitória. Quando voltei do intervalo, quase não consegui colocar os pés no chão e, mesmo assim, tentei dar meu máximo", afirmou o atleta.

Apesar dos problemas, o zagueiro Rafael Thyere explica que não pode justificar a estreia usando a alta temperatura como desculpa, pois reconheceu que o time B do Grêmio teve um desempenho abaixo da expectativa.

"Independentemente do calor, da bola ruim e do gramado, não jogamos o que esperávamos e sabemos que podemos dar mais na segunda rodada. Estávamos preparados para fazer melhor e não conseguimos", lamentou.

Já o atacante Luan adverte que o time se dedicou para tentar evitar o tropeço nesta rodada de abertura do Estadual. "O calor atrapalhou as duas equipes, mas eles tiveram uma oportunidade e não perderam. Não faltou vontade, nosso time tentou e buscou, mas não conseguimos fazer o gol", avaliou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.