Clube preferiu não interferir na briga que o atleta moveu na Fifa contra o Alania. Jogador recebeu propostas de clubes da Rússia e Cazaquistão

Palmeiras
Djalma Vassão/Gazeta Press
Palmeiras "desiste" de Danilo Neco

O Palmeiras tinha negociações avançadas para anunciar a contratação do atacante Danilo Neco, que está em litígio com seu atual clube, o Alania. No entanto, quando estava prestes a assinar o vínculo, o Palmeiras recuou e decidiu não se envolver na briga judicial do atleta com o clube russo.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Infelizmente, não deu certo, porque o Palmeiras queria esperar a decisão, mas o jogador tem de assinar contrato (com outra equipe) para entrar com pedido de liberação na Fifa. Já tinha feito até exames médicos e estava tudo ok (com o clube), mas eles preferem esperar", explicou o agente do atleta, Edmar Bernardes dos Santos, em contato por telefone.

Danilo Neco teria contrato com o Alania até junho, mas entrou com ação na Fifa no ano passado para romper o vínculo, alegando salários atrasados. Agora, segundo seu empresário, o jogador precisa assinar um acordo com uma nova agremiação para confirmar na entidade máxima do futebol a mudança de clube.

"A Fifa já notificou o Alania, porque são meses de atrasos, com vários jogadores. Ele tem de assinar contrato e dar entrada, para a Fifa liberar. O Drogba, por exemplo, foi para a China, não recebeu e seguiu para o Galatasaray. É um procedimento normal", acrescentou o agente.

O Palmeiras deixou as portas abertas para Danilo Neco assim que o jogador encerrar sua batalha jurídica com o time russo. Porém, o empresário explicou que a tendência agora é o acerto com alguma equipe do exterior, já que houve propostas da própria Rússia e do Cazaquistão.

O atacante completará 28 anos em junho e defendia a Ponte Preta até 2010, quando foi emprestado para o Jeju United, da Coreia do Sul. No ano seguinte, partiu em definitivo para o Alania, até que teve os problemas de atrasos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.