Tamanho do texto

Depois de um primeiro tempo com muitas chances desperdiçadas, equipe do Morumbi fez dois gols no segundo e se classificou

Não foi tão fácil como o torcedor do São Paulo esperava, mas o time do Morumbi conseguiu vencer e garantir a primeira colocação do Grupo W. Precisando do triunfo para retomar a liderança, o time fez uma partida dramática diante do Grêmio Barueri, na Arena Barueri e conseguiu movimentar o marcador apenas aos 32 minutos do segundo tempo. Gabriel Boschilia chamou a responsabilidade e balançou as redes. Já no fim, Ewandro, com mais tranquilidade, deu números finais ao confronto: 2 a 0.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

Gabriel Boschilia fez um dos gols do São Paulo diante do Barueri
Miguel Schincariol/Gazeta Press
Gabriel Boschilia fez um dos gols do São Paulo diante do Barueri


Mais cedo, também na Arena Barueri, o Kashiwa Reysol cumpriu o seu papel e não tomou conhecimento do paraibano Auto Esporte. Com uma goleada por 5 a 1, os japoneses chegaram aos sete pontos e encaminharam a classificação. Agora, os estrangeiros precisam esperar o término da primeira fase e torcer para alcançarem o incide técnico entre os seis melhores vice-líderes.

O jogo

Pressionado após a goleada do Kashiwa Reysol no jogo de abertura, o São Paulo precisava vencer o Grêmio Barueri para voltar a ocupar o primeiro posto. Desta forma, os garotos partiram para o ataque desde os minutos iniciais, mas tiveram dificuldades para encontrar espaço entre a defesa adversária.

Para balançar as redes, o São Paulo chegou com perigo logo aos oito minutos do primeiro tempo. Destaque da equipe do Morumbi, Gabriel Boschilia fez um lindo passe para Ewandro, que saiu na cara do goleiro, bateu firme, mas a bola carimbou o travessão. O lance animou o Tricolor, que seguiu pressionando.

A partida se transformou em um "ataque contra defesa", já que apenas o São Paulo pressionava. Com dificuldades para furar o bloqueio do Grêmio Brueri, o time do Morumbi também tentava assustar com os chutes de longe, mas a falta de pontaria facilitava a vida do goleiro Rafael Bitencourt.

Aos 26 minutos, depois de muita pressão, os são-paulinos voltaram a ter mais uma grande chance de movimentar o marcador. Boschilia recebeu com liberdade dentro da área, tocou de bico e obrigou o goleiro adversário a fazer grande defesa. No rebote, Joanderon recuperou a bola, também arrematou, mas a zaga fez o corte.

O lance mais bonito da etapa inicial, no entanto, saiu aos 38 minutos. O volante Matheus Queiroz se arriscou no ataque, partiu com a bola dominada, deixou três marcadores do Barueri para trás, percebeu o goleiro adiantado e tocou por cobertura. A bola passou por cima do travessão e evitou um golaço tricolor.

Na volta do intervalo, o panorama não mudou. Sem conseguir sair para o ataque, o Grêmio Barueri se limitou a evitar o gol do São Paulo, que passou a ficar mais nervoso com o passar do tempo. Ewandro quase fez de cabeça aos seis e aos 24, mas parou no goleiro Rafael Bitencour. Aos 13, o atacante não teve pontaria e chutou por cima do travessão.

A partida ganhava contornos dramáticos. Nervosos, os garotos do São Paulo já sentiam dificuldades para chegar ao gol. Desta forma, Gabriel Boschilia chamou a responsabilidade e, após um belo passe de Ewandro, invadiu a área e tocou na saída do goleiro.

Com mais tranquilidade, o São Paulo ainda conseguiu ampliar a vantagem nos minutos finais. Aos 42, o atacante Ewandro recebeu em profundidade, ganhou da marcação na velocidade e venceu o goleiro adversário mais uma vez. Era a confirmação da vitória e da classificação tricolor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.