Ex-jogador do Brasiliense ressaltou a visibilidade no Estado e recepção no novo clube

Dando sequência à pré-temporada, a Ponte Preta realizará os trabalhos desta terça-feira em dois períodos: um primeiro treino pela manhã, já realizado no CT, e outro durante a tarde, no Majestoso. Recém-contratados, os zagueiros Luan (ex-Brasiliense) e Gabriel (ex-Boa Esporte) já foram integrados ao elenco principal. Para o defensor vindo de Brasília, "São Paulo é a maior vitrine do país".

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"Acredito que fui contratado pela Ponte Preta por ser um zagueiro de explosão e ter uma recuperação boa. Apesar de ter atuado nos últimos dois anos pelo lado esquerdo, já joguei pela direita, por ser destro. Não tenho problema nenhum quanto a isso", afirmou Luan, mostrando-se uma boa opção.

Com 26 anos e mais de seis times no currículo, o jogador sabe que esse é o principal momento de sua carreira. "Quem mora em São Paulo quer jogar aqui. Estou muito confiante e estou treinando bastante para me integrar ao grupo. O ambiente está muito bom. Todos me receberam muito bem aqui. Jogadores, diretoria e comissão técnica. Só tenho a agradecer", completou.

Luan e Gabriel sabem que a concorrência na equipe de Campinas não será pequena. Para o setor defensivo, Sidney Moraes conta com César, Diego Sacoman e Raphael Silva. "São grandes jogadores, com nome aqui, por terem mostrado trabalho. Vim aqui também para isso e, se a oportunidade aparecer, estarei pronto para ajudar o clube", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.