Vice-presidente do Milan tentou amenizar especulações após a saída do treinador Massimiliano Allegri

Adriano Galliani resolveu vir a público na Itália para acabar com duas polêmicas de uma vez. Além de garantir que Mario Balotelli não deixará o clube em janeiro, o vice-presidente negou que veja no holandês Clarence Seedorf o principal favorito para substituir Massimiliano Allegri no comando da equipe.

Comente esta notícia com outros torcedores

Em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport  nesta terça-feira, o dirigente reconheceu que o meia do Botafogo e ídolo do Milan está na lista de candidatos a assumir o time após a Copa do Mundo, mas deixou claro que existem muitos nomes sendo analisados pela cúpula do clube italiano.

"O Seedorf não está na pole position de nossa lista. Digamos que ele está entre os candidatos, mas não é o favorito. Nos encontramos no Brasil (há cinco dias) porque vou lá todos os anos, somos amigos e frequentamos os mesmos lugares. Só depois do final da temporada veremos quem será o próximo treinador do Milan", sacramentou.

Já no caso Balotelli, Galliani foi ainda mais veemente para negar os boatos ventilados pela imprensa italiana. O polêmico atacante estaria exagerando nos casos de indisciplina e teria atingido o limite da paciência dos dirigentes rubro-negros. A saída do craque na janela de transferências de janeiro, porém, está completamente descartada: "Balotelli permanece aqui, 101% de chances".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.