Tamanho do texto

Atacante de 20 anos foi um dos reforços apresentados nesta segunda-feira

Rodolfo ao lado do presidente Paulo Nobre
Leandro Martins/Futura Press
Rodolfo ao lado do presidente Paulo Nobre

O primeiro reforço contratado pelo Palmeiras para o centenário tem 20 anos e estava no time sub 20 do Rio Claro, mas já chegou falando firme. Rodolfo não conseguiu esconder sua estranheza ao dar entrevista coletiva diante de tantos repórteres, mas mostrou personalidade ao colocar em seus planos "arrebentar" no Paulista sendo objetivo.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Sou um jogador rápido, não faço muita firula, sou mais objetivo. Tanto que fui artilheiro no Campeonato Paulista Sub 20 com 24 gols em 24 jogos. É assim que prometo honrar a camisa: com garra e sendo bastante objetivo em um ano tão importante", disse o jogador, confiante e novo dono da camisa 29.

"Vou trabalhar bastante neste ano para já arrebentar no Paulista e ter oportunidade no Brasileiro. O que fiz no Rio Claro quero fazer no Palmeiras: sair como ídolo. Vou trabalhar com muito esforço e dedicação, como em 2013. Todos vão me conhecer", apontou o jogador, que assinou contrato até novembro de 2018.

Fã de tatuagens, França lembra doença e quer recuperar o futebol no Palmeiras

Mais conhecido dos três reforços já anunciados para 2014, Diogo fez graça das declarações do jovem atacante. "Moleque folgado, né, cara?", brincou, enfatizando na sequência que é bom ver garotos como Rodolfo sonhando e prometendo esforço para atingir seus objetivos.

Como se lembrasse de todas as dificuldades que enfrentou até chegar ao Verdão, Rodolfo minimizou até o calor da capital paulista. "Eu estava no interior, que é mais quente. E estou a acostumado desde pequeno a jogar bola no asfalto, fazendo bolha no pé", apontou, garantindo estar tranquilo com a nova responsabilidade.

Palmeirense desde a infância, Diogo avisa: “Não chego para ser mais um”

"Eu me sinto confortável. Por ser um clube grande, até pensei que seria diferente, mas fui muito bem recebido, abraçado por todos. Ninguém me deixou de canto. Por isso, estou tranquilo e feliz, com uma alegria que está transbordando. Não caiu a ficha ainda pelo tamanho gigantesco do Palmeiras", admitiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.