Zagueiro não poupa elogios ao novo treinador e espera que ele possa levar o time de volta à luta por títulos

Leandro Euzébio, zagueiro do Fluminense
Caio Amy/Photocamera
Leandro Euzébio, zagueiro do Fluminense

Na próxima temporada, o Fluminense terá a baixa de dois zagueiros: Anderson, que acertou com o Ceará, e Digão, que rumou para a Arábia Saudita, onde defenderá o Al Hilal. Neste contexto, ao lado de Gum e dos jovens Elivélton e Wellington Carvalho, o experiente defensor Leandro Euzébio é um dos pilares da equipe no setor. O jogador declarou que recebeu propostas para deixar as Laranjeiras, mas enfatizou o desejo em permanecer, além de celebrar a chance de trabalhar com o técnico Renato Gaúcho.

"Tive duas propostas para deixar o Fluminense, mas tenho contrato até o fim do ano e quero cumpri-lo. Em 2014, estou junto, a não ser que o Fluminense não me queira, tenho contrato e quero ficar. Porém, o time não depende só de dois zagueiros. Temos um grupo, e esse grupo tem que se fechar. Se não fechar, fica frágil. Se tivermos um elenco forte, focado naquilo que tivemos em 2010, 2011 e 2012, vamos ter sucesso.", expôs o zagueiro, em entrevista à Rádio Brasil.

Adiante, Leandro Euzébio fez questão de exaltar o novo técnico, a quem não poupou elogios: "Assim como o Dorival Júnior, o Renato Gaúcho é um excelente treinador, que está chegando para nos ajudar. Sempre tive vontade de trabalhar ao seu lado. Espero que ele possa nos ajudar para buscarmos os títulos", ressaltou.

Por fim, o defensor fez questão de comentar a polêmica envolvendo a permanência do Fluminense na Série A, com o rebaixamento da Portuguesa, e o retorno do meia argentino Darío Conca.

"A escalação irregular vai ser um pouco lembrada no começo, mas depois vai ser esquecida. O Fluminense estava certo, estava na lei. A Portuguesa que colocou um jogador irregular. Qualquer outra equipe estaria no seu direito, como o Fluminense esteve. Já o Conca é um grande jogador. Em 2010, ele carregou a equipe nas costas e vai nos ajudar. Vai estar focado com o grupo para nos ajudar e buscar o que não foi buscado no ano anterior. Não só ele, como o Fred, que vem se esforçando nos treinamentos", completou.

O Fluminense estreia no Campeonato Carioca no dia 19 de janeiro, domingo, às 17 horas (de Brasília), diante do Madureira, no estádio Conselheiro Galvão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.