Tamanho do texto

Presidente Paulo Nobre reforça a necessidade de sanar as dívidas e tenta implantar nova política de contrato

Paulo Nobre tem tido dificuldades para contratar
Piervi Fonseca/Agif/Gazeta Press
Paulo Nobre tem tido dificuldades para contratar

Depois de dois meses de ter conquistado o retorno à Série A do Campeonato Brasileiro, muita coisa mudou no Palmeiras . Apesar de mantido o técnico Gilson Kleina - que fez uma boa campanha com o time na Série B -, o clube tem dificuldades para renovar com seus principais jogadores e pode perdê-los para o ano do centenário.

Comente esta notícia com os outros torcedores

Um dos artilheiros da equipe, Leandro pode não permanecer na próxima temporada. O atleta que pertence ao Grêmio pediu um aumento salarial para renovar o empréstimo, e as conversas com o Palmeiras não evoluíram. Caso semelhante ao do zagueiro Vilson que, depois de ter a venda para Stuttgart frustrada em novembro, não renovou e desperta interesse do Cruzeiro e Internacional.

O presidente Paulo Nobre, ao lado do diretor executivo José Carlos Brunoro, tem tido dificuldades para impor o contrato de produtividade aos atletas, filosofia esta enfatizada pela atual gestão. O único que aceitou até agora este tipo de contrato foi o técnico Gilson Kleina, que admitiu a redução salarial em troca de bônus em caso de conquista de títulos.

A prática foi imposta também ao volante Márcio Araújo, mas ele se recusou a aceitar tal modelo.

Elenco

Com o fim da Série B, o elenco perdeu ao menos sete jogadores que estiveram na campanha da segunda divisão. Foram eles: Vilson, Fernandinho (retornou ao Oeste), Charles (pertence ao Cruzeiro), Léo Gago (se reapresentará ao Grêmio), Ronny (pertence ao Vitesse, da Holanda), Rondinelly (voltou ao Grêmio) e Ananias (Cruzeiro).

As indefinições podem forçar a diretoria a utilizar atletas que estavam emprestados a outras equipes. E eles não são poucos. Ao total são 11 jogadores que retornarão ao time em janeiro, podendo esse número chegar a 15, caso Gilson Kleina exija o retorno imediato de outros selecionáveis.

Leandro pediu um aumento salarial à diretoria para continuar no clube em 2014
Leandro Martins/Futura Press
Leandro pediu um aumento salarial à diretoria para continuar no clube em 2014

Deola, Leandro Amaro, Ayrton, Gerley, Luiz Gustavo, Mazinho, Tinga, Patrick Vieira, Tiago Real, Miguel Bianconi e Luan retornam. Chico, Diego Souza, Emerson e João Denoni - todos ainda com vínculo - podem voltar antes de empréstimo.

O meia-atacante Maikon Leite, que estava emprestado ao Náutico, não retornará ao Palmeiras em 2014 e já está no México para assinar com o Atlas. Ele tem contrato com o time do Palestra Itália até 2016.

O Palmeiras ainda pode perder o goleiro Bruno, o zagueiro André Luiz e o volante Wendel, que tiveram o contrato encerrado neste dia 31. O lateral-direito Luis Felipe já pode assinar pré-contrato com outro clube e Alan Kardec, que pertence ao Benfica, está emprestado até julho do ano que vem.

Prioridades

A obrigação no ano do centenário é levantar ao menos uma taça. Por esse motivo, a missão é ser campeão do Brasileirão, conquista que não acontece no Palmeiras há quase 20 anos, e se classificar para a Copa Libertadores de 2015.

"Em 2014, nossa meta é conquistar outro troféu e classificar o time para a Libertadores de 2015. Para mim é mais do que um objetivo, é um sonho. Penso em ser campeão da Libertadores, título que ainda não tenho, desde o meu primeiro dia aqui. Vou trabalhar todo dia quanto puder para comemorar esse torneio tão importante", disse o volante uruguaio Eguren.

Pré-temporada

O Palmeiras fará sua pré-temporada longe de São Paulo. Como é de costume todo o início do ano, o elenco se refugiará em Itu, cidade do interior. O elenco ficará concentrado no Spa Sport Resort, do dia 7 a 17 de janeiro.

O time estreia no Campeonato Paulista diante do Linense, no dia 18, às 17h (de Brasília), no Pacaembu. O Palmeiras está no Grupo D ao lado de Bragantino, Mogi Mirim, Oeste e Rio Claro.

Confira os atletas que retornam de empréstimo ao Palmeiras:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.