Biancucchi pediu alto para ficar e clube o dispensou. Já Escudero deve continuar no ano que vem

Maxi Biancucchi, um dos destaques da campanha do Vitória no Campeonato Brasileiro deste ano, não seguirá no clube em 2014. O empresário do atacante argentino, Regis Marques Chedid, fez o anúncio em sua conta em uma rede social.

Veja transferências que movimentam o mercado brasileiro em 2014

"Confirmado. Maxi Biancucchi não seguirá no Vitória na próxima temporada. Agradecemos aos torcedores que sempre apoiaram o atleta", escreveu o agente. Cerca de duas horas depois, o Vitória confirmou a informação por meio da mesma rede social.

Regis ainda desabafou contra a diretoria e afirmou que o valor pedido pelo jogador foi reduzido duas vezes na negociação, mas agente e atleta não quiseram abaixar o preço pela terceira vez, o que teria sido solicitado pela diretoria. O empresário também chegou a discutir com alguns torcedores e deu a entender que o clube não paga os salários em dia.

Em contrapartida, o meia Damián Escudero deve permanecer no clube para a próxima temporada. Segundo o jornal argentino Olé, o meia, que pertence ao Boca e estava emprestado ao Vitória, se transferiu ao time de Salvador em definitivo.

De acordo com o diário, a negociação foi fechada em 200 mil dólares (aproximadamente R$ 469 mil). O contrato de Escudero, que chegou ao Boca vindo do Villarreal em 2010, se encerrava na metade de 2014, e, após o período, o jogador poderia acertar com qualquer clube sem precisar negociar o valor do passe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.