Em meio à discussão sobre aumento salarial, clube tenta encontrar formas de contratar atacante em definitivo

O Palmeiras deu seu primeiro passo para a manutenção de seu artilheiro. O clube já informou o Grêmio, detentor dos direitos econômicos de Leandro, que exercerá sua opção de empréstimo por mais um ano e, para concluir a negociação, se diz próximo do acordo salarial com o atacante.

Mercado da bola: veja o entra e sai de atleta e os boatos que envolvem seu clube

"Temos conversado quase que diariamente para que as coisas ocorram bem com o Leandro e já chegamos a valores. Acredito que nos próximos dias haja definição", comentou o diretor executivo José Carlos Brunoro à rádio Globo .

Ciente das sondagens de equipes brasileiras e europeias a respeito do jogador, o Palmeiras quis se garantir prorrogando o empréstimo unilateralmente e sem custos, como previsto em contrato. "Tínhamos a opção unilateral do empréstimo por mais um ano e já a exercemos. Mas não adianta sem renovarmos o seu contrato", disse Brunoro.

Em meio à discussão do aumento salarial para Leandro, o Palmeiras ainda tenta encontrar formas de contratá-lo em definitivo. O Grêmio, que tem contrato com ele até 2016, exige 5 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões), valor acima do que investidores dispostos a ajudar o Verdão gostariam de desembolsar.

Agora, o foco é oferecer salário próximo ao exigido pelos empresários de Leandro. "A negociação é um pouco mais demorada porque o Leandro é importante e nos interessa se pudermos tê-lo em definitivo. Os desdobramentos são mais complicados. Mas as coisas estão caminhando bem e estou bastante otimista, tomara que, até a reapresentação (no dia 3) do grupo, tudo esteja resolvido", falou Brunoro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.