Tamanho do texto

Reforços do clube serão mais modestos e técnico terá missão de mudar time repetindo títulos de 2009

Mano Menezes tem carta branca para renovar o time campeão do mundo em 2012
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Mano Menezes tem carta branca para renovar o time campeão do mundo em 2012

Um ano que começou promissor, terminou em vexame para o Corinthians . Ao longo de 2013 o time do Parque São Jorge ostentou no peito o emblema de campeão do mundo, mas os últimos meses foram de penúria: oito gols no segundo turno do Brasileirão, eliminação na Copa do Brasil e queda de rendimento de peças importantes. O resultado: troca da comissão técnica, dispensa de jogadores outrora importantes e renovação do elenco.

Deixe seu comentário para esta notícia

Mano Menezes assumiu o posto que por mais de três anos foi de Tite. Ele tenta resgatar o trabalho que interrompeu em julho de 2010 depois de dois anos e meio e títulos do Paulistão, da Copa do Brasil e da Série B.

O treinador faz questão de contar com Alexandre Pato, em baixa após uma temporada em que esteve longe de compensar o valor investido na sua contratação (R$ 40 milhões). Mano confia que após um ano sem lesões graves, o atacante poderá render o esperado. Na mesma medida em que confia em Pato, outros atacantes devem sair. Emerson e Romarinho só ficam se não receberem proposta. O “Sheik” é pretendido pelo Flamengo.

Para superar Tite, Mano terá de renovar elenco campeão do mundo

Prioridades
Sem jogar a Libertadores pela primeira vez desde 2009, o Corinthians vai gastar menos para reforçar o elenco, mas confia em boa campanha no Paulistão. Com Mano, que chega com a missão de repetir aquele ano, com título estadual e da Copa do Brasil, haverá mais tempo de montar um novo time, com jogadores da confiança do técnico e sem a exigência comum de uma Libertadores.

O Estadual funcionará como laboratório para formar um time capaz para brigar por títulos nacionais ou a vaga na Libertadores. A estreia do Corinthians será no dia 19 de janeiro, contra a Portuguesa. 

Mercado da bola: veja as transferências que movimentam o futebol brasileiro

Elenco
O Corinthians não renovou contrato com Maldonado e Zizao. O atacante Emerson Sheik é pretendido pelo Flamengo e apesar de ter contrato com o Corinthians até julho de 2015, deve sair se houver um acordo entre ele e o clube carioca. 

Com defesa sólida (a melhor do Brasileirão 2013 com 22 gols sofridos), a prioridade é renovar o time do meio para frente. Ainda que esteja satisfeito com os volantes Ralf e Guilherme, meias como Danilo e Douglas podem ser negociados. Sem Alessandro, aposentado, a contratação de um lateral-direito é prioridade. Rafinha era a meta, mas ele renovou com o Bayern até 2017.

Sem reservas na esquerda, Fábio Santos terá Uendel, da Ponte Preta, como sombra em 2014. O jogador está apalavrado e deve ser anunciado nas próximas semanas. 

"Ele está próximo, mas a gente costuma dizer que o negócio é 100% quando colocarem as assinaturas. Estamos ajustando, mas está muito adiantado e nos próximos dias vamos concluir. A ideia é ver ele se apresentando com todo mundo até o dia 6", disse o diretor de futebol Roberto de Andrade em entrevista à rádio Transamérica, que reforçou sua preocupação com as laterais.

Guerrero deve ganhar um reserva. Dupla de ataque ideal terá Pato e o peruano
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Guerrero deve ganhar um reserva. Dupla de ataque ideal terá Pato e o peruano

Segundo o diretor, mais três jogadores devem ser anunciados nas próximas semanas. "Pode ser que esses três jogadores possam ser quatro, cinco... Estamos observando algumas coisas, mas a grosso modo será isso", comentou. 

A direção trabalha também na tentativa de acertar com um meia. Como Douglas e Danilo podem ser negociados e Renato Augusto preocupa pelo frágil estado físico, o técnico Mano Menezes pediu uma alternativa além de Rodriguinho, recém-chegado do América-MG.

Outra necessidade, essa já observada há algum tempo, é um centroavante. Tite passou boa parte de 2013 falando sobre a importância de Paolo Guerrero e não tinha nenhum atleta com características semelhantes para substituí-lo. Um homem de área também está na lista.

Tem sido grande a dificuldade na busca por reforços porque os preços cobrados são altos, sobretudo quando o Corinthians entra na disputa. Sem jogar a Copa Libertadores e com dificuldades no financiamento de seu estádio, o clube vem trabalhando com um orçamento bem menor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.