Tamanho do texto

Presidente da Fifa afirma que o torneio de clubes ainda sofre com a concorrência do calendário europeu

Reuters

Blatter lamenta o desinteresse dos europeus em relação ao Mundial de Clubes
Matthias Schrader/AP
Blatter lamenta o desinteresse dos europeus em relação ao Mundial de Clubes

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, está frustrado com a indiferença europeia em relação ao Mundial de Clubes promovido pela entidade, disse o dirigente nesta quinta-feira.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A competição, que inclui os clubes campeões de cada um dos continentes, gera grande interesse na América do Sul, na Ásia e na África, mas quase não é noticiada na Europa em meio às partidas pré-natalinas dos campeonatos locais europeus.

"Posso entender que havia pouco interesse quando disputamos esta competição nos últimos anos no Japão e nos Emirados Árabes Unidos", disse Blatter a jornalistas. "Mas agora é muito próximo da Europa e não há muito interesse, concordo que estamos desapontados."

Veja ainda: Blatter esquece do Corinthians e cita Raja como primeiro anfitrião numa final

Blatter disse esperar que o torneio, que está sendo realizado no Marrocos neste ano pela primeira vez, será eventualmente incluído no calendário internacional para evitar confrontos com os torneios domésticos da Europa.

"Acho que deve haver um pouco mais de atenção para outras competições, mas com as grandes ligas da Europa você tem a questão do calendário", disse.

"Eles têm que jogar todos os dias, mesmo se não jogarem pelo campeonato, há a Copa da Inglaterra, a Copa da Liga Inglesa, todo dia tem futebol", avaliou. "O Mundial de Clubes ainda não está protegido pelo calendário internacional como a Copa do Mundo está."

E mais: De olho em grandes mercados, Fifa deve levar Mundial de Clubes para a Ásia de novo

Blatter disse estar deliciado com o torneio deste ano, que se encerra no sábado com a final entre o Raja Casablanca, que se classificou por ser o campeão do país anfitrião, e o campeão europeu Bayern de Munique, em Marrakech.

O Raja garantiu vaga na final com a surpreendente vitória por 3 x 1 sobre o Atlético Mineiro, atual campeão da Libertadores, na quarta-feira, decepcionando os quase 10 mil torcedores atleticanos que fizeram a longa viagem do Brasil ao Marrocos.

"A qualidade das partidas que temos visto, com um futebol muito bom em um ambiente notável. Essa é a melhor plubicidade, e a melhor forma de atrair mais atenção das cinco grandes ligas", disse Blatter.

"É uma questão de solidariedade", acrescentou. "Eles também deveriam estar interessados nos outros campeonatos e dar uma olhada no que está acontecendo em outros lugares."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.