"O Botafogo vive situação financeira complicada e não podemos prometer pagar mais do que é possível", disse dirigente do time. Até agora, único reforço encaminhado é Jorge Wagner

Seedorf foi a contratação de peso do Botafogo em 2012. Agora, reforços não devem ser tão caros
Vitor Silva/SSPress
Seedorf foi a contratação de peso do Botafogo em 2012. Agora, reforços não devem ser tão caros

Desde que Clarence Seedorf desembarcou em General Severiano em 2012, a torcida do Botafogo aguarda ansiosamente pela contratação de um parceiro de peso para o holandês. A espera, no entanto, deverá se estender também por 2014, já que a diretoria avisou que não fará grandes investimentos para reforçar a equipe.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

A postura deixa o torcedor ainda mais frustrado devido ao retorno do clube à Copa Libertadores da América. Ao terminar o Campeonato Brasileiro em quarto lugar e ver a Ponte Preta perder a Copa Sul-americana para o Lanús, o Gloriosos garantiu vaga na fase eliminatória do torneio e precisa bater o Deportivo Quito para entrar no grupo 2.

Leia também: Tite recebe proposta do Botafogo e se anima com a disputa da Libertadores

Até aqui, o único reforço encaminhado pelos dirigentes é Jorge Wagner. O experiente meia de 35 anos está muito próximo de ser oficializado como novo jogador botafoguense após três anos no Japão. Em entrevista ao canal Fox Sports , o vice-presidente de futebol, Chico Fonseca, deixou claro que os alvos do clube terão de aceitar a base salarial do elenco.

"O Botafogo vive situação financeira complicada e não podemos prometer pagar mais do que é possível. Nossa prioridade é pagar em dia, isso foi uma promessa feita a este grupo de jogadores. Por isso não deveremos ter grandes contratações, apenas se esses jogadores se adequarem ao nosso projeto", explicou o dirigente alvinegro, que viu o grupo abolir a concentração antes das partidas no Rio de Janeiro quando os vencimentos não eram quitados.

Para não perder a confiança da torcida, a diretoria tenta ao menos não repetir o desmanche da temporada de 2013 no próximo ano. Campeão carioca e líder do Campeonato Brasileiro no primeiro turno, o Botafogo teve de se desfazer dos titulares Fellype Gabriel e Vitinho, além do reserva Andrezinho, e o elenco reduzido não conseguiu se manter a briga pelo título nacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.