Uma bandeira exibia a imagem de William Wallace, um herói escocês que viveu no século XII, e na outra era exposta a imagem Bobby Sands, membro do grupo terrorista irlandês IRA.

Kaká em lance da partida do Milan diante do Celtic pela Liga dos Campeões
AP
Kaká em lance da partida do Milan diante do Celtic pela Liga dos Campeões

A diretoria do Celtic confirmou, nesta sexta-feira, por meio de seu site oficial, que o clube terá que pagar uma multa de € 50 mil, o que equivale a aproximadamente R$ 60 mil, à UEFA por causa de bandeiras ilícitas utilizadas pela sua torcida no jogo contra o Milan, há duas semanas, pela Liga dos Campeões.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

No duelo em que a equipe perdeu em casa por 3 a 0, foram expostas duas bandeiras. Uma delas exibia a imagem de William Wallace, um herói escocês que viveu no século XII, e na outra era exposta a imagem Bobby Sands, membro do grupo terrorista irlandês IRA.

Leia mais: Com gol de Kaká, Milan vence Celtic e vaga nas oitavas fica para última rodada

"Infelizmente, devido a punições anteriores que foram impostas contra o clube, novamente seguindo as ações de uma pequena minoria, o que é imposto pela UEFA vem aumentando", afirmou o clube por meio do comunicado.

A afirmação se referiu à ultima semana, quando o Celtic também teve problemas com mais de cem torcedores que brigaram durante o jogo contra o Motherwell, no campeonato nacional. Sobre os acontecimentos, a diretoria se mostrou preocupada e ressaltou que punições maiores podem acontecer se parte da torcida continuar causando problemas.

"Essas ações devem parar agora, antes que o clube receba uma sanção competitiva ou qualquer outra coisa que pode afetar nossos torcedores em partidas na Europa", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.