Zagueiro teve problemas de relacionamento com os técnicos Ney Franco e Paulo Autuori, além do rendimento aquém do esperado pela diretoria

O zagueiro Lúcio está incomodado com o momento que atravessa em sua carreira. Titular da seleção brasileira nas últimas três Copas do Mundo, incluindo na vitoriosa campanha de 2002, o veterano não conseguiu se firmar no São Paulo . Pior: foi afastado pelo clube do Morumbi e tem destino incerto em 2014.

"Eu me sentia humilhado. Falava: ‘Meu Deus, o que fiz de tão errado para merecer isso?’", contou Lúcio, em entrevista concedida à TV Globo .

Entre os pecados de Lúcio no São Paulo, estão os problemas de relacionamento com os técnicos Ney Franco e Paulo Autuori, além do rendimento aquém do esperado pela diretoria. Seu afastamento foi uma determinação do presidente Juvenal Juvêncio.

Disposto a negociar Lúcio, cujo contrato ainda tem mais um ano de validade, o São Paulo poderá cedê-lo para o rival Palmeiras. O presidente Paulo Nobre, contudo, quer conversar com o zagueiro para evitar novos atos de indisciplina e propor um compromisso por produtividade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.