Tamanho do texto

Livre de acusação por uso de substâncias proibidas, jogador ainda está sem clube para 2014

Carlos Alberto atuando pelo Vasco
Gazeta Press
Carlos Alberto atuando pelo Vasco

Ainda sem clube para a próxima temporada, Carlos Alberto voltou a falar após escapar da suspensão por doping. O meia-atacante deu razão ao Vasco por ter optado por dispensá-lo depois dos veredictos do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e da Fifa, mas reclamou da maneira como a dispensa foi concretizada pelos dirigentes.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Não tenho mágoa do Roberto (Dinamite, presidente do Vasco), mas acho que a diretoria não conduziu meu caso de uma forma bacana. Eles tinham todo o direito de não querer a minha permanência, mas fiquei chateado porque a minha saída foi comunicada em um telefonema do Bruno Coev, que era supervisor de futebol", lamentou, em entrevista à Rádio Globo .

STJD tira 12 mandos do Atlético-PR e oito do Vasco por briga de torcidas

Livre da punição imposta pela Corte Arbitral do Esporte (CAS), o jogador procura um novo clube para voltar aos gramados em 2014. Uma negociação com o Sporting Braga chegou a ser dada como certa, mas Carlos Alberto negou a informação. Nesta sexta-feira, o jogador aproveitou para garantir que aceitaria voltar a São Januário.

"Nunca deixei de treinar ou jogar, nem quando o meu filho estava na UTI. Isso me deixou muito chateado, pois faltou respeito. Ficou no passado e torci para caramba para o time não cair. Sou um profissional e não tenho nada contra a instituição. Mas passou, e agora eu estou no mercado novamente e não fecho as portas", declarou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.