Tamanho do texto

Eduardo Bandeira de Mello contesta possível punição da Portuguesa, que beneficiaria o Fluminense, e diz que nem considera a possibilidade de rebaixamento

Eduardo Bandeira de Mello: risco de queda
Ernesto Carriço/Agência O Dia
Eduardo Bandeira de Mello: risco de queda

O Campeonato Brasileiro já acabou, mas o Flamengo , assim como a Portuguesa, ainda corre risco de rebaixamento, mesmo que a tabela de classificação diga o contrário. Acusado de escalar André Santos irregularmente, o clube carioca pode perder até quatro pontos. Assim, em combinação com o julgamento do arquirrival Vasco, poderia cair para a Série B.

Leia mais: Jogador irregular pode rebaixar a Portuguesa no lugar do Fluminense

No entanto, o presidente Eduardo Bandeira de Mello se nega a acrescentar a palavra degola ao seu dicionário. "Nem vamos falar de queda, porque tenho certeza que não vai acontecer. Mas estou indignado", desabafou o mandatário rubro-negro para a rádio Band News .

Veja também:  Dinamite fala em lutar "até o final" pelos pontos do jogo contra o Atlético-PR

Atualmente em Assunção (Paraguai), onde se prepara para conhecer os três primeiros adversários flamenguistas na Libertadores de 2014, o presidente acha que a possibilidade de novos tapetões faz com que o futebol brasileiro perca sua essência.

"A gente estava tentando moralizar o esporte, mas, de repente, tem uma tentativa de golpe contra ética e moral", disse, para depois atacar o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). "A falência da Justiça Desportiva acontece justamente quando os interesses passam por cima dos interesses esportivos".

Sobre o caso específico, Bandeira se defendeu e garantiu que o Fla está certo: "Foi um jogo amistoso, praticamente, ninguém se beneficiou da escalação do jogador. Confio na decisão do STJD. Temos razão nesse caso", finalizou o comandante da Gávea.

O técnico Jayme de Almeida acabou usando André Santos na última rodada da competição nacional, no empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, no Maracanã. A questão é que o lateral-esquerdo ainda estava suspenso, prevendo perda de quatro tentos na tabela de classificação.

Caso o Vasco também consiga seus objetivos no próximo julgamento, o time rubro-negro acompanharia Lusa, Ponte Preta e Náutico no descenso, salvando os rivais cruz-maltino e tricolor. As decisões só deverão ser tomadas semana que vem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.