Proposta para unificação das eleições presidenciais e do conselho do clube foi rejeitada

O mandato do presidente do Grêmio seguirá sendo de dois anos. Nesta segunda-feira, o Conselho Deliberativo do clube decidiu manter o atual sistema de eleições do clube. A proposta de mudança, feita pelo vice-presidente Renato Moreira, pretendia unificar as eleições do clube, realizando eleições presidenciais e de membros do Conselho a cada três anos.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A proposta de Moreira previa também a volta da figura do vice de futebol e a redução dos cargos de vice-presidentes do clube. Ao todo, foram 115 votos a favor e 91 contra. Para que fosse aprovado, o projeto precisaria de 161 votos, a maioria absoluta dos conselheiros gremistas.

Leia mais sobre o Grêmio no iG Esporte

As propostas passariam a valer a partir de 2016, caso fossem aprovadas. Mais de 30% dos conselheiros estiveram ausentes da votação. Dos 300, apenas 206 se fizeram presentes na última reunião do Conselho gremista em 2013. Eleito este ano, o mandato do atual presidente Fabio Koff e de sua diretoria se encerrará ao final de 2014.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.