Edenílson afirma que elenco sabe da necessidade de conquistar uma vitória no último jogo sob o comando do treinador

O empate sem gols com o Internacional no Pacaembu, no último domingo, não satisfez os jogadores do Corinthians . Por isso, eles esperam gols e uma vitória sobre o Náutico para fazer com que as despedidas de Tite e Alessandro sejam feitas em grande estilo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A oportunidade é boa. Ainda que a partida seja em Pernambuco, o adversário é o Náutico, de longe a pior equipe do Campeonato Brasileiro. A formação alvirrubra está rebaixada faz tempo, com a terrível marca de 17 pontos em 37 jogos, com 79 gols sofridos.

Furar a defesa do Náutico não tem sido um problema. Só nas duas últimas rodadas, foram oito bolas buscadas no fundo da rede. Será a última chance para o Corinthians melhorar sua marca no ataque. Com 27 gols, o time de Tite só guardou mais caixas do que o próprio Náutico (21) e empatou mais do que todos: 17 vezes.

"A gente sabe que tem que vencer. Felizmente, a gente não tem perdido. Mas, infelizmente, também não tem ganhado. Não estamos felizes com isso e sabemos que tem cobrança, até porque o time não vai estar na Libertadores no ano que vem", afirmou Edenílson.

Não dá tempo de salvar o semestre, mas ainda é possível oferecer um fim com vitória às vitoriosas trajetórias de Alessandro e Tite em preto e branco. "A gente queria ter vencido o último jogo para dar uma despedida melhor para eles. Não deu, vamos buscar no próximo", prometeu Edenílson.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.