Levantamento feito pelo iG mostra que gaúchos e paulistas pagam caro por cada ponto conquistado na competição. Já Goiás e Atlético-PR são os melhores investidores

Corinthians e Internacional: clubes que pior gastam o dinheiro no Brasileirão 2013
Gazeta Press
Corinthians e Internacional: clubes que pior gastam o dinheiro no Brasileirão 2013

Internacional e Corinthians são os clubes que pagaram mais caro por cada ponto conquistado até aqui no Campeonato Brasileiro 2013. Goiás e Atlético-PR, por outro lado, são os melhores investidores do Brasil, já que pagaram muito pouco por cada pontinho. Os valores foram obtidos a partir das folhas salariais dos 20 times da Série A , divulgadas pelo jornalista Jorge Nicola , blogueiro do iG.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

O Inter, que chega à última rodada do Brasileirão ameaçado de rebaixamento, está em 14º lugar com 47 pontos. Dono da segunda maior folha salarial do país, com gasto mensal de R$ 9 milhões, o time gaúcho pagou R$ 191,48 mil por cada ponto conquistado no torneio nacional. A Portuguesa, que tem os mesmos 47 pontos, já está livre da degola com um gasto bem menor: R$ 41,66 mil por ponto.

Veja quem melhor e pior investe em salário de acordo com os resultados do Brasileirão:

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Se vale de alento à Fiel, o Corinthians chega à 38ª rodada livre do rebaixamento. Porém, já está fora da Libertadores 2014, o que pode levar a diretoria a rever os gastos. No Brasileirão deste ano, cada ponto do time custou R$ 160 mil. O valor é maior que o do rival São Paulo, que soma os mesmos 50 pontos, mas tem uma folha salarial menor. Os tricolores gastaram R$ 140 mil por ponto.

Leia mais: Ponte Preta tem a menor folha salarial entre os 20 times do Brasileirão

Entre os cinco maiores gastões, só quem termina 2013 satisfeito é o Grêmio, que paga R$ 9,8 milhões por mês a seus atletas e tem a maior folha salarial do País. O gasto, porém, deu resultado, e o time é vice-líder do Brasileirão, com 64 pontos, já está garantido na Libertadores 2014 e tem boa chance de ir direto para a fase de grupos. Tudo isso com um gasto de R$ 153,12 mil por ponto.

Situação oposta à do Grêmio é a do Fluminense, que conquistou apenas 43 pontos até aqui e está em 18º lugar no Brasileirão. O atual campeão tem uma folha salarial até moderada. Gasta R$ 6,1 milhões por mês, sétimo na lista de salários, mesmo com o dinheiro da Unimed por trás. O problema é que o time corre sério risco de jogar a Série B em 2014, tendo gasto R$ 141,86 por ponto.

Dinheiro bem investido

Se alguns chamam a atenção pelo péssimo custo-benefício, outros se destacam por investir bem. São os casos de Goiás e Atlético-PR, que hoje figuram no G4 do Brasileirão, têm boa chance de disputar a Libertadores 2014 e brilharam também na Copa do Brasil.

Goiás x Atlético-PR: os melhores investidores
Carlos Costa/Futura Press
Goiás x Atlético-PR: os melhores investidores

O Goiás, atualmente 4º colocado do Brasileirão, com 59 pontos, precisa vencer o Santos em casa, na última rodada, para se manter na zona de Libertadores, à espera do resultado da Ponte Preta na final da Copa Sul-Americana. E tudo isso por um valor baixíssimo: R$ 28,8 mil por ponto conquistado

Uma prova de que o sucesso do Goiás não é casual é a boa campanha na Copa do Brasil, na qual eliminou Flu e Vasco e só caiu na semifinal ante o campeão Flamengo. Mais ou menos como o Atlético-PR, vice-campeão da Copa do Brasil e terceiro colocado do Brasileirão, com 61 pontos. O time paranaense paga apenas R$ 29,5 mil por ponto no Brasileirão e tem grandes chance de jogar a Libertadores 2014. Basta vencer o Vasco em casa no domingo que vem.

Veja abaixo quanto custa cada ponto das 20 equipes do Brasileirão:


TIMES FOLHA SALARIAL PONTOS VALOR do PONTO
Internacional R$ 9 milhões 47 R$ 191,48 mil
Corinthians R$ 8 milhões 50 R$ 160 mil
Grêmio R$ 9,8 milhões 64 R$ 153,12 mil
Fluminense R$ 6,1 milhões 43 R$ 141,86 mil
São Paulo R$ 7 milhões 50 R$ 140 mil
Atlético-MG R$ 7,5 milhões 56 R$ 133,92 mil
Náutico R$ 1,8 milhão 17 R$ 105,88 mil
Vasco R$ 4,5 milhões 44 R$ 102,27 mil
Flamengo R$ 4,8 milhões 48 R$ 100 mil
10º Cruzeiro R$ 7,1 milhões 75 R$ 94,66 mil
11º Botafogo R$ 5,1 milhões 58 R$ 87,93 mil
12º Bahia R$ 4,2 milhões 48 R$ 87,5 mil
13º Santos R$ 3,9 milhões 54 R$ 72,22 mil
14º Vitória R$ 3,5 milhões 58 R$ 60,34 mil
15º Coritiba R$ 2,1 milhões 45 R$ 46,66 mil
16º Ponte Preta R$ 1,5 milhão 36 R$ 41,66 mil
17º Criciúma R$ 1,9 milhão 46 R$ 41,30 mil
18º Portuguesa R$ 1,6 milhão 47 R$ 34,04 mil
19º Atlético-PR R$ 1,8 milhão 61 R$ 29,5 mil
20º Goiás R$ 1,7 milhão 59 R$ 28,81 mil


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.