Chamado de Assunça pelos companheiros, jogador de 21 anos foi indicado pelo volante, campeão da Copa do Brasil em 2012

Renatinho (à frente), Bruno Oliveira (centro) e Thiago Martins: novidades no Palmeiras
Reginaldo Castro/Gazeta Press
Renatinho (à frente), Bruno Oliveira (centro) e Thiago Martins: novidades no Palmeiras

Na última rodada da Série B do Brasileiro, o Palmeiras terá em seu meio de campo um jogador chamado de Assunça pelos colegas. O apelido dado a Renatinho é uma alusão a Marcos Assunção, de passagem marcante pelo clube entre 2010 e 2012, mas não tem relação com o futebol do jogador de 21 anos: foi o volante, hoje no Santos, quem o indicou.

Comente esta notícia com outros torcedores

"O Marcos Assunção é de Caieiras também, e sempre acompanhei a carreira dele, é um ídolo para mim. Eu estava na Matonense jogando a quarta divisão paulista, as coisas não estavam bem, ele perguntou se eu estava jogando e disse que conseguiria uma avaliação no Palmeiras B", contou Renatinho.

Na véspera de seu primeiro jogo como titular no clube, o meio-campista é grato ao veterano, mas já pede que nenhuma comparação comece. "Vi a estrutura do clube, o Palmeiras é o sonho de todo jogador. Passei no teste, e aí o pessoal começou a me chamar assim porque sabe que ele me trouxe. Mas não tem nada a ver, a batida na bola não é igual. Para fazer o que ele faz, só ele", brincou.

Luis Felipe relata a colegas que saída do Palmeiras é quase inevitável

O jogador, porém, continua se inspirando em Marcos Assunção. "Falo com ele direto, sempre me dá força e fala para eu ter cabeça boa. Como excelente profissional que é, me diz para trabalhar sempre e ter fé na minha qualidade porque uma hora ou outra pode aparecer a oportunidade", relatou.

Uma primeira chance já apareceu. Renatinho foi emprestado ao Moreirense, de Portugal, por um ano, voltou para este semestre e entrou em campo durante a vitória por 3 a 0 sobre o Joinville. Acabou participando do último gol, sendo responsável pelo chute em que o goleiro deu rebote para Serginho balançar as redes.

Ausente em 'decisões', Valdivia diz que toparia contrato de produtividade

Neste sábado, contra a Chapecoense, a oportunidade virá como titular, aproveitando as férias antecipadas de quase todos os principais jogadores. "Desde que cheguei ao Palmeiras, o meu objetivo era chegar ao profissional. Agora, estou aqui. Quem vem da base está esperando para poder jogar", relatou.

Renatinho já se apresenta nas palavras antes de mostrar no campo que pode continuar no Verdão em 2014, embora ainda tenha contrato vigente com o clube. "Tenho uma característica diferente, mais de marcação. O que espero é poder jogar, aparecer, fazer meu papel, me firmar na equipe e atuar no ano do centenário, que é o melhor ano da história do Palmeiras", projetou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.