Clube carioca precisa de vitória fora de casa para continuar sonhando com uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores; paranaenses lutam contra rebaixamento

O Botafogo precisa de uma vitória neste domingo sobre o Coritiba, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Com 58 pontos, o time carioca sonha com uma vaga na Libertadores, mas sabe que vai encarar um rival determinado. Isto porque a equipe paranaense está na zona de rebaixamento e também depende do resultado. A fim de evitar surpresas, os alvinegros estão aproveitando os treinos da semana para tentar encontrar um jeito de neutralizar os pontos fortes do adversário.

Confira a classificação completa do Brasileirão 2013

Nesta quinta-feira, ficou visível, durante treino pela manhã no Engenhão, que o técnico Oswaldo de Oliveira e os jogadores se preocupam com as jogadas aéreas. O treinador armou o posicionamento do seu setor defensivo a fim de coibir possíveis ações dos paranaenses neste sentido. Por diversas vezes Oswaldo interrompeu as atividades para acertar falhas dos zagueiros ou dos laterais.

"Vamos precisar ficar atentos ao estilo de jogo aéreo do Coritiba. Eles sabem trabalhar muito bem essa questão, não apenas com os atacantes, mas também com a chegada dos zagueiros que buscam a conclusão em cobranças de falta e escanteio. Não podemos vacilar neste aspecto, pois a nossa expectativa é de um jogo muito equilibrado e isso pode acabar fazendo a diferença", disse o zagueiro Dória.

O lateral esquerdo Julio Cesar faz coro ao discurso do companheiro. "O Coritiba é muito forte nas jogadas aéreas, com jogadores que sabem bater na bola e encontrar o melhor posicionamento dos companheiros. O Botafogo vai precisar ser muito eficiente para conseguir neutralizar esses pontos fortes do nosso adversário, pois senão podemos pagar um preço muito caro. Temos que voltar do Paraná com uma vitória", pediu.

Em termos de escalação, ainda não dá para ter uma exata noção do que Oswaldo de Oliveira pretende fazer. Certo é que o lateral-direito Edilson, suspenso, vai ficar de fora. Assim, Gilberto, revelado nas categorias de base do clube, deverá ser o escolhido. Trata-se de uma prova de fogo para o jogador, que foi titular parte do primeiro turno, lesionou-se e, quando voltou, teve pífia atuação na goleada de 4 a 0 sofrida para o Botafogo, custando a eliminação na Copa do Brasil.

Outra mudança certa na equipe será o retorno do zagueiro Bolívar, que cumpriu suspensão contra o São Paulo e ocupará o posto de Dankler, que ficará como opção no banco de reservas. O volante Renato, que sofreu uma pancada na perna, foi preservado da atividade e preocupa. Porém, ele já deveria ser barrado para a entrada de Marcelo Mattos, uma vez que o treinador pretende reforçar a marcação.

Como aconteceu na semana passada, o atacante Elias, recuperando-se de uma lesão muscular na coxa, está sendo preservado dos treinos, mas deverá atuar no domingo. Desta maneira, o Botafogo deverá ir a campo com a seguinte escalação: Jéfferson; Gilberto, Dória, Bolívar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Hyuri e Rafael Marques; Elias. Nesta sexta, os jogadores voltam a trabalhar no Engenhão, na parte da manhã, e no sábado está programada a viagem para a capital paranaense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.