Tamanho do texto

Zagueiro do Atlético-PR acredita que por estar jogando no Maracanã, com a pressão da torcida, Flamengo vai para cima e deve deixar espaços

Zagueiro do Atlético-PR jogou a responsabilidade para o Flamengo
Heuler Andrey/Agif/Gazeta Press
Zagueiro do Atlético-PR jogou a responsabilidade para o Flamengo

Apoiado por cerca de 400 torcedores que atenderam o chamado da diretoria e compareceram ao Aeroporto Afonso Pena, o Atlético-PR embarcou para o Rio de Janeiro na tarde desta terça-feira, já envolvido pelo clima da final da Copa do Brasil, diante do Flamengo, que terá sua segunda parte nesta quarta, no Maracanã. O zagueiro Cleberson, que voltou a jogar após um longo período fora, será opção no banco e prevê um Furacão ligado desde o apito inicial.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"É o segundo jogo e depois não tem mais o que fazer. Temos que estar ligados o tempo todo, brigar por cada bola para conquistar esse título", afirmou o jogador, que joga a responsabilidade para o lado carioca e espera que isso abra espaços para eventuais contra-ataques, já que o time precisa marcar pelo menos um gol. "Em casa, eles sempre buscam a vitória. Não vão ficar fechados, e isso pode dar espaço para o nosso time. Temos que marcar bem e aproveitar as oportunidades criadas", completou.

Confira notícias, tabela de jogos e artilharia da Copa do Brasil

Com todo o favoritismo pendendo a essa altura para o adversário, que tem a vantagem do 0 a 0 e ainda um Maracanã lotado a seu favor, Cleberson não se assusta e garante que Atlético tem time para vencer e ser campeão. "O Flamengo tem muita história, é uma equipe de qualidade e os respeitamos bastante, mas já provamos ter uma grande equipe e podemos vencer lá no Maracanã", concluiu.

Esperando por reforço de última hora
O Furacão ainda sonha poder contar com o lateral Léo, que cumpre suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo e pelo vermelho recebidos no segundo jogo da semifinal diante do Grêmio. Em julgamento pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) o jogador foi absolvido por unanimidade, mas o clube ainda aguarda uma decisão definitiva para confirmá-lo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.