Meia foi expulso do banco de reservas no último minuto do jogo diante do Vélez Sarsfield, nas quartas de final da Sul-Americana

Adrianinho, meia da Ponte Preta
Mauro Horita/Agif/Gazeta Press
Adrianinho, meia da Ponte Preta

A Ponte Preta entrará nesta segunda-feira com um recurso na Conmebol para contar na Copa Sul-americana com um de seus jogadores mais experientes. O meia Adrianinho foi punido com cinco jogos de suspensão por ter sido expulso quando estava no banco no último minuto da vitória sobre o Vélez Sarsfield, nas quartas de final do torneio.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O gancho foi considerado excessivo pela diretoria campineira, já que o jogador de 33 anos, caso a pena seja mantida, não poderá atuar mais pela Copa Sul-americana independentemente do que ocorrer na segunda semifinal contra o São Paulo – na ida, a Macaca venceu por 3 a 1 no Morumbi e pode até perder por 2 a 0 na quarta-feira para ir à final.

Confira tabela de jogos, notícias e artilharia da Copa Sul-Americana

O recurso será acompanhado pela solicitação de efeito suspensivo enquanto o caso do meio-campista não for analisado novamente, o que o deixaria em condições de participar do decisivo duelo contra o São Paulo.

Os advogados do clube alvinegro usarão como defesa uma certidão de bons antecedentes do atleta emitida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, ignorada na decisão em primeiro grau.

Adrianinho foi expulso por conta de uma reclamação no último minuto do histórico triunfo por 2 a 0 diante do Veléz na Argentina, pelas quartas de final da Sul-americana. Ele foi acusado por ofensa moral contra a arbitragem e tentativa de agressão contra o quarto árbitro, sendo também multado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.