Zagueiro assegura que se o jogo fosse decisivo para o Cruzeiro, ele iria entrar em campo normalmente

Dedé diz que se o Cruzeiro dependesse da vitória para ser campeão, teria enfrentado o Vasco
Washington Alves/VIPCOMM
Dedé diz que se o Cruzeiro dependesse da vitória para ser campeão, teria enfrentado o Vasco

O zagueiro Dedé, do Cruzeiro , pediu para não enfrentar o Vasco , no jogo do último sábado, e foi atendido pela comissão técnica celeste. Nesta segunda-feira, o defensor explicou as motivações para não querer entrar em campo contra o ex-clube. Segundo ele, se a partida fosse decisiva para o time mineiro que ele teria atuando sem problemas. Dedé afirma que tem identificação com o time carioca, mas que hoje defende as cores do Cruzeiro.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Minha decisão de não enfrentar o Vasco e minha sinceridade renderam elogios por parte de alguns jornalistas e críticas por outros. Isso faz parte. Quero esclarecer que devo muito ao Vasco, mas hoje minha identificação com o Cruzeiro é tão forte quanto foi em São Januário e, se dependêssemos de vencer o Vasco para conquistar o título, não pensaria duas vezes. Foi assim no primeiro turno", disse.

Dedé chegou ao Cruzeiro em 2013, e após o período de adaptação conquistou a confiança da torcida e já desperta o interesse de outros clubes, mas o defensor garante que quer ficar em BH e cumprir o contrato. "Independentemente do que aconteça, pretendo cumprir meu contrato. Nas últimas semanas, recebi duas propostas do futebol internacional, que poderiam ser irrecusáveis, mas fiz questão de sequer ouvi-las. Isso mostra que estou muito feliz vestindo a camisa do Cruzeiro", afirmou.

Veja ainda: Julio Baptista volta a se defender de acusação de entrega: 'É um absurdo'

O zagueiro cruzeirense ainda foi questionado sobre o episódio envolvendo o armador Júlio Baptista e o zagueiro Cris sobre a ‘suposta’ entrega de resultado para o Vasco. Dedé minimizou a situação ao dizer que não viu nada de anormal, defendendo o companheiro de Cruzeiro.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Um exemplo é a polêmica que estão fazendo por nada, sobre a discussão entre o Cris e o Júlio Baptista. Isso é normal. Os jogadores estão rindo dessa situação. A mesma frase, o Cris falou para outros jogadores do Cruzeiro. Nesse momento, para quem está no desespero, vale essas manhas. Se eu estivesse em campo, então, nem imagino o que diriam", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.