Somente Marcelo Oliveira, Cuca e Jayme de Almeida estão garantidos em seus empregos para o ano que vem; os demais estão negociando ou terão que mudar de clubes

A temporada 2013 vai chegando ao final e a indefinição impera sobre o futuro da maioria dos treinadores que disputam o Brasileirão . Dos 20 times que jogam a Série A mais o Palmeiras, campeão antecipado da segunda divisão, somente três estão garantidos no mesmo emprego para 2014. Os demais ainda negociam cotnratos ou cumprem o resto deste ano no “aviso prévio”.

Veja como está a situação dos treinadores dos 20 times da Série A mais o Palmeiras:

E você, torcedor, acha que o técnico do seu clube deve ser mantido para 2014? Comente

Marcelo Oliveira, no Cruzeiro , Cuca, no Atlético-MG , e Jayme de Almeida, no Flamengo , são os únicos já assegurados para a próxima temporada em seus clubes. A dupla mineira vem de conquistas importantes nesse ano. A diretoria carioca, porém, pode mudar de ideia dependendo do resultado da Copa do Brasil – o time disputa a final contra o Atlético-PR .

No vice-líder Grêmio , a renovação já foi oferecida ao técnico Renato Gaúcho. Partiu dele, no entanto, a decisão de adiar as conversas até que a equipe se classifique para a próxima edição da Libertadores.

“O contrato não está assinado ainda porque eu não quis. Não falo mais sobre isso. Quem se preocupa com isso é o presidente do clube. Não estou preocupado com contrato, e sim em colocar o Grêmio na próxima Libertadores”, afirmou Gaúcho.

JORGE NICOLA:   Kleina encara proposta do Palmeiras como “desaforo”

Muricy Ramalho deve permanecer no São Paulo em 2014, mas contrato ainda não foi discutido
Rubens Chiri/Divulgação
Muricy Ramalho deve permanecer no São Paulo em 2014, mas contrato ainda não foi discutido

Situação semelhante é vivida por Muricy Ramalho no São Paulo . Ainda não há vínculo assinado, mas a tendência é que o treinador, que salvou o clube da ameaça de rebaixamento e ainda o levou à semifinal da Copa Sul-Americana, permaneça em 2014. Mas o próprio admite sondagens.

“Estou toda hora no mercado. Mesmo empregado, tem muita consulta de dentro e de fora do País. Não está sendo diferente agora. É legal, mostra que ainda estou fazendo um bom trabalho. Eu não assinei nada (com o São Paulo). Vamos esperar”, disse Muricy.

Já o Corinthians confirmou a saída de Tite. A relação do campeão mundial de 2012 com o elenco está desgastada após três anos de trabalho, o que é refletido neste Brasileirão nos 16 empates e na nona colocação que o time ocupa na tabela de classificação.

“Foram ambas as partes que chegaram à conclusão de que não deveríamos renovar o contrato que vencerá no dia 31 de dezembro. Foi algo bom para os dois lados”, falou o presidente corintiano Mário Gobbi. Mano Menezes é o principal favorito ao cargo.

Outros dois times paulistas também já colocaram seus atuais comandantes no "aviso prévio". Claudinei Oliveira está fora dos planos do Santos para 2014. O Palmeiras , por sua vez, não esconde que quer um substituto para Gilson Kleina no ano do retorno à Série A e de seu centenário.

“É fato que o Palmeiras precisa de um técnico para 2014. Estamos negociando com o técnico que julgamos que seria adequado para a próxima temporada”, explicou Paulo Nobre, presidente palmeirense.

“Treinador sempre vive no amor e no ódio. São 15 meses que estou à frente do Palmeiras e passa um filme muito grande. O torcedor merece comemorar, pois sofreu. Conseguimos trazer o Palmeiras à Série A. E que o time tenha muito sucesso em 2014”, disse Kleina, em tom de despedida.

Adilson Batista precisa salvar o Vasco do rebaixamento para manter seu emprego em 2014
Flickr/Vasco
Adilson Batista precisa salvar o Vasco do rebaixamento para manter seu emprego em 2014

Lutando contra o rebaixamento, Fluminense e Vasco também estão na incerteza. Dorival Júnior foi contratado nas últimas semanas pelo time tricolor justamente para evitar a queda e sua permanência depende muito deste sucesso. Já Adilson Batista, em situação mais delicada no cruz-maltino, deve perder o emprego em caso de degola.

No Internacional , o futuro de Clemer ainda não foi anunciado. Mas o treinador já deixou claro que sua intenção é permanecer no comando da equipe.

“Meu sonho é começar uma pré-temporada e ter um ano de contrato para mostrar meu trabalho. Mas isso não sou em que decido. Estou tentando fazer o melhor para talvez ficar no ano que vem”, afirmou o técnico do time gaúcho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.