Jovem Gustavo Henrique não quis comentar declaração do experiente zagueiro e disse que entende o companheiro, que agora amarga o banco de reservas e não deve ficar no clube

Gustavo Henrique, zagueiro do Santos, elogia Durval
Flickr/Santos F.C.
Gustavo Henrique, zagueiro do Santos, elogia Durval

Após a atividade desta tarde, no CT Rei Pelé, o zagueiro Gustavo Henrique comentou a polêmica envolvendo o companheiro Durval, que no último fim de semana disse, em entrevista ao jornal A Tribuna , que não vê a hora de o Campeonato Brasileiro terminar para poder deixar o Santos . Substituto do experiente zagueiro no time titular santista, o jovem afirmou entender o desabafo do companheiro.

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"É um jogador em quem eu sempre me espelhei muito. Torço por ele. Me ajudou quando o Dracena esteve machucado e eu estive ao seu lado. Entendo a opinião dele, foi um desabafo. Qualquer jogador que está num clube como o Santos não gosta de ficar na reserva, até pela história que ele tem no clube e a identificação com a torcida", disse Gustavo Henrique.

Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

Segundo Durval, sua ida para o banco de reservas teria sido ordenada por membros da diretoria e acatada pelo técnico Claudinei Oliveira. O treinador e o presidente em exercício do Santos, Odilio Rodrigues, rechaçaram, por sua vez, as declarações do zagueiro.

"O Durval sempre me deu toques na cobertura e tem me ajudado muito. Quando comecei como titular, sempre me deu apoio. Ele pode ter falado que foi ordem de cima, mas eu não sei, tentei fazer o meu papel. Conheço o Claudinei desde que eu cheguei ao clube, e ele sempre me ajudou muito. Não tenho nem o que falar dele, um treinador excelente", afirmou Gustavo Henrique.

Segundo jogador do atual elenco que mais vestiu a camisa do Peixe na história- 247 vezes, atrás apenas de Léo -, Durval não terá seu contrato, que termina no fim deste ano, renovado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.