Já rebaixado, time pernambucano somou outra derrota no Brasileirão ao cair diante do Bahia e segue sem conseguir sair dos 17 pontos

Elicarlos, volante do Náutico
Aldo Carneiro Costa/Gazeta Press
Elicarlos, volante do Náutico

Em péssima fase, o Náutico já acumula dez derrotas consecutivas no Campeonato Brasileiro. A última, neste domingo, foi para o Bahia. O time pernambucano perdeu em casa para os tricolores, por 1 a 0. Para o jovem volante de 22 anos Gustavo Henrique, revelado no clube, a equipe precisa melhorar seu rendimento nas últimas rodadas da competição já pensando em 2014.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Realmente a situação não está fácil. Trabalhamos bem a bola, mas o último passe não saiu. O que nos resta agora é manter a pegada e tentar fazer melhor. Além disso, não podemos deixar de pensar no próximo ano", comenta o volante, que ainda citou a sina dos 17 pontos, que acompanha o Náutico há dez rodadas.

"Mesmo já rebaixado, seria muito melhor se tivéssemos ganhando. Esses 17 pontos incomodam. Conversamos muito ultimamente sobre o que fazer para sair dessa posição. Mas ainda temos três jogos", analisa.

Mais experiente, o também volante Elicarlos avalia que a falta de sorte também contribui para a situação difícil do time.

"Nenhum atleta queria estar vivendo essa fase. Hoje, marcamos bem e infelizmente num vacilo sofremos o gol. O momento realmente é ruim. Este ano de 2013 está difícil. A nossa fase é tão ruim que quando o Tiago Real chutou, a bola bateu na trave e foi para fora. Se o lance fosse do nosso lado, acho até que a bola bateria nas duas traves, mas entrava. Ficamos muito chateados com tudo isso ", desabafa o atleta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.