Além de cair para os Grêmio em Porto Alegre, time é prejudicado pelo surpreendente triunfo do Criciúma sobre o vice-líder Atlético-PR por 2 a 1

Zagueiro Rhodolfo marcou o gol da vitória do Grêmio diante do Vasco
Flickr oficial do Grêmio
Zagueiro Rhodolfo marcou o gol da vitória do Grêmio diante do Vasco

A chegada de Adilson Baptista parecia ter resolvido os problemas do Vasco . O técnico estreou com vitória sobre o Coritiba e mostrou poder de reação para buscar empate com o Santos no Maracanã. Mas aos perder para o Grêmio por 1 a 0 nesta quarta-feira, o time viu a sequência invicta se tornar jejum de dois jogos sem vencer e retornou à zona de rebaixamento.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Além de cair para os gaúchos em Porto Alegre, o Vasco foi prejudicado pelo surpreendente triunfo do Criciúma sobre o vice-líder Atlético-PR por 2 a 1. Com os resultados da 34ª rodada, os cariocas permanecem com 37 pontos, enquanto os catarinenses chegam aos 39. A situação, no entanto, poderia ter sido pior caso a Ponte Preta tivesse vencido o Goias - o Esmeraldino levou a melhor por 2 a 0.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Precisamos de nove pontos para chegar a 46 e sair dessa situação que ninguém deseja. Só resta lutar, não abaixar as armas jamais. Sabemos que é difícil, mas a equipe precisa correr atrás. Vamos lutar por esses 46 pontos e se Deus quiser vamos deixar o Vasco na Série A", afirmou o volante Wendell, que atuou improvisado como lateral esquerdo na Arena Grêmio.

Restando quatro rodadas para o encerramento do Brasileirão, o Vasco não terá vida fácil para escapar do segundo rebaixamento em apenas cinco anos. Os vascaínos encaram o Corinthians em São Paulo, o campeão Cruzeiro e o rebaixado Náutico no Rio de Janeiro e o Atlético-PR em Curitiba pela última rodada. Apesar das dificuldades, o goleiro Alessandro demonstra confiança.

"Cada jogo nosso tem que ser tratado como uma decisão. Infelizmente na final de hoje (quarta-feira) a gente não pontuou. Vamos levantar a cabeça, porque domingo já tem outra batalha. Temos ainda quatro jogos e vamos com tudo para eles", projetou o arqueiro, pensando no duelo com o Timão no domingo, às 17 horas (de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.