Vitória por 1 a 0 sobre o Vasco na Arena deixa o Grêmio com 57 pontos e muito próximo de confirmar vaga na próxima Libertadores

Renato Gaúcho, técnico do Grêmio
Flickr/Grêmio
Renato Gaúcho, técnico do Grêmio

Bater o Vasco na Arena era fundamental para o Grêmio seguir em sua luta por uma vaga na Libertadores. O 1 a 0 obtido nesta quarta-feira manteve o time pela 20ª rodada seguida dentro do G4. Para o técnico Renato Gaúcho, mais do que secar os rivais diretos (Atlético-PR, Botafogo, Goiás e Vitória), o importante era o time gaúcho cumprir o seu dever de casa, como conseguiu.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"A noite foi perfeita porque o Grêmio venceu. Não adianta torcer contra outros se não fizermos o nosso dever de casa. Agora, o que vier dos adversários é lucro", analisou o técnico. "O importante é que voltamos a vencer. Isso tira um pouco do peso sobre os ombros dos jogadores", completa.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

Muito vaiado ao sacar Zé Roberto de campo aos 15 minutos do segundo tempo, Renato pediu paciência aos torcedores do Grêmio: "não adianta o pessoal se desesperar. Eu sou pago para pensar e trabalhar com a cabeça, não com o coração, e é por isso que o Grêmio está em 3º no campeonato, e não em 10º ou 12º. Trabalho para buscarmos uma vaga na Libertadores, sonharmos com esse título no ano que vem e voltarmos ao Mundial. Tudo degrau a degrau", ponderou.

Em relação à vitória desta quarta, Renato frisou a dificuldade para bater o Vasco, que luta contra o rebaixamento: "todas as equipes lutam por seus objetivos no campeonato. O Vasco veio hoje aqui para tentar sair com ao menos um ponto. Foi um jogo duríssimo, mas conseguimos os três pontos. Temos que ter calma, pois há quatro jogos pela frente", afirmou o treinador gremista.

Domingo, o compromisso é novamente em casa, desta vez contra o Flamengo. O Grêmio manteve o 3º lugar do Brasileirão, com 57 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.