Conquista antecipada pode vir antes de entrar em campo caso a Chapecoense tropece diante do Paraná

Henrique, capitão do Palmeiras
Miguel Schincariol/Getty Images
Henrique, capitão do Palmeiras

Só uma derrota combinada a uma vitória da Chapecoense impede que o Palmeiras cumpra sua última meta no ano nesta terça-feira. Basta não perder do Paysandu no jogo das 21h50 (de Brasília), em Belém, pela 35ª rodada, para conquistar com antecedência o título da Série B do Brasileiro, e é possível até que já entre em campo como campeão.

Comente esta notícia com outros torcedores

A Chapecoense enfrenta o Paraná às 19h30 em Curitiba e, se não vencer, já garantirá a taça para o Palmeiras. Por isso, existe uma quase certeza de festa no Mangueirão, com torcedores que moram no Pará, e não veem a equipe de perto desde 2010, já armando a comemoração.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B do Brasileiro

Em campo, o discurso é da busca pelo ponto que falta para o único time com acesso garantido à primeira divisão atingir seu objetivo sem depender de ninguém. "Estamos muito felizes com a campanha e muito perto do título. Queremos corar essa campanha", comentou Juninho.

No pôster que deve ser o da segunda conquista do clube na Série B, não estarão Valdivia, já à disposição da seleção chilena, e Leandro, que cumpre suspensão por ter sido expulso na vitória de sábado sobre o Joinville, além de Wesley, Vinicius, Vilson, Luis Felipe, Charles e Mendieta, ainda sem condições físicas de atuar.

Para Juninho, líderes do Palmeiras vão procurar Paulo Nobre para manter Kleina

Na escalação, Alan Kardec volta após cumprir suspensão e será parceiro de Ananias, outra novidade do time. A formação tática será no 3-5-2 que agradou a Kleina, com Marcelo Oliveira na zaga, Wendel e Juninho nas alas e Eguren na marcação, com Márcio Araújo mais solto e Felipe Menezes na incumbência de municiar o ataque.

O mais importante, contudo, é que o time mantenha o respeito que mostrou durante toda a competição. "Temos um ponto ainda a conquistar. E o Paysandu vai querer os pontos, vai ser difícil", alertou Kleina.

Do outro lado, o Paysandu vive uma situação de desespero. O time é quem mais tem pontos entre os que estão na zona de rebaixamento, mas está a três pontos do primeiro clube fora da faixa da degola. Uma derrota em casa complicaria ainda mais a situação da equipe que acaba de voltar da terceira divisão.

O técnico Vagner Benazzi não poderá contar com o meia Eduardo Ramos, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo, e escolherá entre Djalma e Jailton para substituí-lo. As novidades na escalação são a volta do lateral direito Yago Pikachu, que cumpriu gancho na última rodada, e a aparição de Héliton ao lado de Marcelo Nicácio no ataque.

FICHA TÉCNICA
PAYSANDU X PALMEIRAS

Local: Mangueirão, em Belém (PA)
Data: 12 de novembro de 2013, terça-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Marcos da Silva Brigido (CE) e Elan Vieira de Souza (PE)

PAYSANDU: Matheus; Pikachu, Fábio Sanches, Leonardo Dagostini e Pablo; Zé Antônio, Vanderson, Jailton (Djalma) e Diego Barboza; Héliton e Marcelo Nicácio
Técnico: Vagner Benazzi

PALMEIRAS: Fernando Prass; André Luiz, Henrique e Marcelo Oliveira; Wendel, Eguren, Márcio Araújo, Felipe Menezes e Juninho; Ananias e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.