Por fim do jejum e vaga na final da Copa do Brasil, Grêmio recebe Atlético-PR

Por iG São Paulo * |

compartilhe

Tamanho do texto

Campeões nacionais pela última vez em 2001, clubes se enfrentam em Porto Alegre por lugar na decisão. Clube paranaense tem vantagem por ter vencido primeiro duelo

CLEBER YAMAGUCHI/Agência Eleven/Gazeta Press
Dellatorre fez o gol da vitória do Atlético-PR diante do Grêmio

Doze anos depois de seus últimos títulos nacionais, Grêmio e Atlético-PR lutam nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, por uma vaga na final da Copa do Brasil. Campeão brasileiro de 2001, o time paranaense visita o vencedor da Copa do Brasil daquele ano em vantagem. Como perdeu por 1 a 0 em Curitiba, o Grêmio será obrigado a vencer por dois gols de diferença para chegar à decisão.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Grêmio é pura mobilização para a decisão. O jejum de 12 anos sem grandes títulos incomoda a torcida gremista, que vê na Copa do Brasil, onde a equipe é a que mais tem títulos (quatro) e decisões disputadas (sete), a grande chance de acabar com a seca de faixas nacionais. Vislumbrando a possibilidade de voltar a comemorar, os gremistas devem atingir nesta quarta o maior público em jogos oficiais da Arena - a expectativa é de mais de 45 mil pessoas.

Confira tabela de jogos, artilharia e notícias da Copa do Brasil

Em relação à partida de ida, o time de Renato Gaúcho vem bem reforçado, especialmente no ataque. Kleber, Barcos e Vargas, ausências da partida em Curitiba, atuarão desde o começo nesta quarta. Trata-se de um alento para o Grêmio, que penou com pouca força ofensiva na Vila Capanema. Porém, mesmo com o trio em campo, a equipe não passou de um 0 a 0 com o Bahia, na Arena, neste final de semana. Já são quatro jogos sem marcar gols.

Flickr oficial do Grêmio
Kleber, atacante do Grêmio

Para Kleber, o Grêmio precisa ter organização nesta quarta-feira para vencer o Atlético-PR e evitar tomar gol - se sofrer um, terá de fazer três para chegar à decisão: "nós queremos matar nos 90 minutos para não ter aquele desespero, a ansiedade de uma decisão por pênaltis. Mas temos que pensar um passo de cada vez. É marcar o primeiro gol, com inteligência, para depois fazer o segundo, com organização", projetou.

A desvantagem de 1 a 0 não chega a assustar o Grêmio, que reverteu em casa duas vezes este mesmo placar nesta temporada: em janeiro, passou pela LDU nos pênaltis; em agosto, fez 2 a 0 no Santos e chegou às quartas de final da Copa do Brasil.

Apenas um empate separa o Atlético-PR de uma final inédita na história do clube, que pode coroar uma grande temporada com um novo título e, é claro, com o retorno à Libertadores, vaga que também está bem encaminhada via Campeonato Brasileiro. Com alguns destaques do time descansados após ganharem folga no final de semana, a expectativa é de força máxima em campo.

Bruno Baggio/Site Oficial
Vagner Mancini, técnico do Atlético-PR

Para com contar com isso, o técnico Vágner Mancini espera pelas liberações do atacante Marcelo e do lateral Pedro Botelho, peças importantes para o esquema atleticano. "A nossa esperança é que os dois estejam. Mas, infelizmente, não posso assegurar. A vontade, a disposição dos atletas e a nossa vontade é que eles estejam em campo. Sabemos que serão mais dois soldados a fazer parte deste exército", afirmou.

Caso sejam vetados, os prováveis substitutos serão Juninho, improvisado na lateral, e Dellatorre. Porém, no caso do último, que tem sido decisivo nas últimas partidas, o departamento médico também dará a palavra final, já que saiu com dores diante do Internacional, no final de semana. Se ficar de fora, aí Ciro é o mais cotado para o ataque. O meia Paulo Baier e o zagueiro Manoel, poupados no Brasileirão, voltam naturalmente a suas posições.

Sobre a postura do time, que além do empate ainda ficará com a vaga caso marque gols e a diferença não seja maior do que um no placar, a ideia é aproveitar os possíveis espaços que o Grêmio deixará ao partir na busca pelo resultado e tentar matar a partida, seja no contra-ataque ou na bola parada, mas sem ficar recuado demais, um equilíbrio que pode decidir a classificação.

FICHA TÉCNICA - GRÊMIO X ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 6 de novembro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Guilherme Dias Camilo (MG)

GRÊMIO: Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Souza, Ramiro e Riveros; Kleber, Barcos e Vargas
Técnico: Renato Gaúcho

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho (Pedro Botelho); Deivid, João Paulo, Everton e Paulo Baier; Marcelo (Dellatorre) e Ederson
Técnico: Vagner Mancini

*Com Gazeta

Leia tudo sobre: copa do brasilgrêmioatlético-pr

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas