Manchester United fica no empate com a Real Sociedad e perde chance de disparar

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

O holandês Robin Van Persie desperdiçou várias chances e o time inglês acabou ficando no 0 a 0. Shakhtar Donetsk e Bayer Leverkusen também empataram sem gols

O Manchester United perdeu grande chance de disparar na liderança do grupo A da Liga dos Campeões nesta terça-feira. Os ingleses viajaram para a Espanha para encarar a Real Sociedad pela 4ª rodada do torneio continental e viram a principal estrela do time, Robin van Persie, viver noite infeliz e ser o grande vilão do empate em 0 a 0.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Vidal, da Juventus, tenta interceptar passe de Modric em ataque do Real Madrid. Foto: APVidal domina a bola pela Juventus marcado de perto por Pepe. Foto: Antonio Calanni/APVidal cobra pênalti e abre o placar para a Juventus contra o Real Madrid na Itália. Foto: Antonio Calanni/APCristiano Ronaldo toca por cima de Buffon para marcar gol do Real Madrid sobre a Juventus. Foto: Antonio Calanni/APYilmaz, do Galatasaray, e Mellberg, do Copenhague, disputam a bola pelo alto. Foto: Jens Dresling/APRyan Giggs tenta o domínio da posse de bola pelo Manchester United contra a Real Sociedad. Foto: Alvaro Barrientos/APCarlos Vela é desarmado em ataque da Real Soceidad. Foto: Alvaro Barrientos/APValencia, do Manchester United, e Alberto de la Bella, da Real Sociedad, brigam pela posse da bola. Foto: Gaizka Bilbao/APTomas Hubschman tenta manter a bola sob domínio em ataque do Shakhtar Donetsk. Foto: Efrem Lukatsky/APFerreyra Facundo, do Shakhtar Donetsk, e Emir Spahic, do Bayer Leverkusen, disputam bola pelo alto. Foto: Efrem Lukatsky/APIbrahimovic arrisca finalização em ataque do PSG. Foto: Michel Euler/APAlex se estica para fazer corte de cabeça e afastar a bola da defesa do PSG. Foto: Christophe Ena/APAlexandar Mitrovic, do Anderlecht, encara a marcação de Marquinhos, do PSG. Foto: Christophe Ena/APEnzo Perez, do Benfica, tenta passar no meio da defesa do Olympiacos. Foto: Thanassis Stavrakis/APJogadores do Olympiacos comemoram gol sobre o Benfica. Foto: Thanassis Stavrakis/APAgüero corre para cobrar pênalti e marcar gol do Manchester City. Foto: Jon Super/APJogadores do Manchester City comemoram um dos gols da equipe sobre o CSKA Moscou. Foto: Jon Super/APTorcedor do Manchester City exibe faixa contra o racismo. Foto: Clint Hughes/APRibery tenta escapar da marcação do Viktoria Plzen em ataque do Bayern de Munique. Foto: Michal Kamaryt/APMario Götze disputa bola pelo alto com defensor do Viktoria Plzen. Foto: Petr David Josek/APHubnik tenta de cabeça desarmar Ribery. Foto: Petr David Josek/AP


Mesmo com a pressão da torcida basca no estádio Anoeta, o time inglês conseguiu dominar as ações no meio de campo e criaram a primeira chance de gol logo aos dez minutos. O lateral esquerdo Patrice Evra cruzou, Wayne Rooney desviou de letra e Shinji Kagawa desperdiçou. Antes do intervalo, somente o japonês teve nova oportunidade e, de fora da área, parou no goleiro Claudio Bravo.

Na volta dos vestiários, Kagawa resolveu aparecer na sua principal característica e com quatro minutos acertou passe preciso nas costas da defesa para Chicharito Hernández. O mexicano apareceu sozinho na entrada da pequena área, bateu de primeira com o pé direito e, mesmo com o gol vazio, isolou para desespero de David Moyes.

Veja ainda: Juventus empata mais uma e adia classificação do Real Madrid

A apatia da equipe irritou o treinador, que sacou Rooney e Chicharito para as entradas de Van Persie e Ashley Young. A mudança fez com que os britânicos acordassem em campo e aos 19 minutos a torcida espanhola respirou aliviada quando Young cruzou da ponta esquerda e Van Persie, sem marcação, concluiu na trave esquerda.

O centroavante holandês teve a chance de redenção seis minutos depois ao chamar a responsabilidade em cobrança de pênalti. A pancada de perna esquerda, no entanto, mais uma vez encontrou o poste esquerdo de Claudio Bravo. No ataque seguinte, os bascos responderam em desvio de peito do mexicano Carlos Vela defendido na base do reflexo por David de Gea.

Confira a classificação atualizada, artilharia e notícias da Liga dos Campeões

Para piorar a situação do United, o belga Marouane Fellaini cometeu falta dura no meio de campo, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso. Moyes, então, sacou Kagawa para a entrada de Phil Jones e assistiu aos minutos finais de pressão discreta da Real Sociedad.

Na outra partida do grupo, o Shakhtar Donetsk recebeu o Bayer Leverkusen em duelo pela vice-liderança e também não saiu do 0 a 0. Os ucranianos contaram com a participação de sete brasileiros em campo e sufocaram os alemães na maior parte do tempo. No último minuto, Luiz Adriano completou cruzamento de Srna e por pouco não fez a festa da torcida.

Com os resultados, o Manchester United chega aos oito pontos e se mantém na primeira colocação do grupo A. O Bayer Leverkusen também segue no segundo lugar, agora com sete pontos. O Shakhtar Donetsk é o terceiro com cinco, enquanto a Real Sociedad, que marcou o primeiro ponto na Liga dos Campeões, permanece na lanterna.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas