Alessandro revela apoio inesperado em avião e vê corintiano de novo com o time

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"A gente teve a impressão de que fariam algum ato ruim. Ao contrário, um deles começou a dirigir palavras para a gente acreditar, que a gente era vitorioso", disse lateral

O Corinthians enfrentou protestos dentro do avião, no último sábado, na ida a Salvador. Na volta, após o empate com o Vitória, Alessandro achou que ouviria novas cobranças, mas se surpreendeu com a aproximação de dois corintianos e se animou para buscar uma bastante improvável classificação à próxima Copa Libertadores.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Os torcedores levantaram, e a gente teve a impressão de que fariam um protesto direcionado, algum ato ruim. Ao contrário, um deles começou a dirigir palavras para a gente acreditar, que a gente era vitorioso. Aquilo mexeu muito comigo. Era quase uma hora da manhã, e o cara passando uma mensagem positiva", afirmou o lateral.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

"Tem que olhar para isso e fazer muito hoje, amanhã. Vou me motivar muito nesta semana. O cara falou: ‘Não estou levantando o dedo para criticar’. Disse: ‘Faltam seis jogos, vocês têm que confiar’. Isso é muito coisa de corintiano mesmo. A gente fica feliz, recebe a mensagem com muito orgulho e traz essa mensagem para o dia a dia", acrescentou.

Leia mais: Alessandro admite parar e diz que não joga em otro clube depois do Corinthians

O problema é que motivação dificilmente será suficiente. A seis rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Corinthians está a 11 pontos da zona de classificação à Copa Libertadores. Nem a possibilidade de o G-4 virar G-5 - caso o campeão da Copa do Brasil esteja entre os quatro primeiros do Brasileiro e nenhum brasileiro vença a Copa Sul-americana - chega a ser alentadora. O quinto colocado, Goiás, tem 52 pontos, dez a mais do que o time do Parque São Jorge.

"Tenho ainda 18 pontos a ser disputados, cara. Sou corintiano e acredito nos 18 pontos, por pior que seja o retrospecto das últimas rodadas. Mas também não adianta ficar falando que vamos conseguir se a gente não consegue os próximos três pontos, e a gente não tem conseguido. A gente vai se dedicar muito para melhorar na tabela, mas saber o que vamos conseguir é difícil", concluiu.

De acordo com as contas feitas por Tite na semana passada, é possível sonhar com a quinta colocação chegando a ao menos 57 pontos. Vencendo todos os seis jogos que tem na tabela, o Corinthians atingiria os 60.

Leia tudo sobre: corinthiansbrasileirão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas