Defesa do Corinthians voltou a apresentar falhas, agora no empate em 1 a 1 com o Vitória em Salvador

O Corinthians foi bem acima de sua média ofensiva nos últimos dois jogos, marcando um gol em cada um. O problema foi que a defesa não conseguiu segurar a vantagem, repetindo contra o Vitória o que havia ocorrido contra o Santos: cedeu o empate por 1 a 1 .

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Em outras fases, a gente fazia 1 a 0 e não tomava gol por nada. A gente saiu na frente na semana passada, saímos hoje e não seguramos. O psicológico atrapalha. A gente dá um passinho para trás para segurar o resultado e toma o gol", afirmou o zagueiro Paulo André.

Veja fotos dos jogos pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Guilherme fez leitura semelhante. De acordo com volante, o difícil segundo semestre do Corinthians, que não consegue engrenar e ainda busca a pontuação necessária para afastar o risco de rebaixamento, é lembrada demais pelos jogadores durante os 90 minutos.

"A fase não está legal. Então, a confiança vai um pouco embora", comentou o meio-campista, autor do gol que abriu o placar no Barradão. "Não é fácil jogar aqui, mas também não saímos satisfeitos. Tomamos um gol que não costumamos, estava todo o mundo fora de posição."

No lance em questão, Ralf e Alessandro apenas observaram enquanto Marquinhos tabelava com Juan. O camisa 7 rubro-negro cruzou e achou Dinei nas costas de um mal-posicionado Paulo André. Edenílson demorou para aparecer na cobertura do zagueiro.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.