Tamanho do texto

Equipes empatam em 1 a 1 no Heriberto Hulse e perdem chance de ficarem mais longe do descenso

Em um confronto direto contra o rebaixamento à segunda divisão do Campeonato Brasileiro, Criciúma e Ponte Preta empataram por 1 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Heriberto Hulse. Leonardo marcou o gol paulista, no segundo tempo, depois de a equipe da casa ter aberto o placar com Ricardinho, na etapa inicial.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

O resultado é pior para o Criciúma, que chega à quarta rodada seguida sem vencer e segue na vice-lanterna, com 33 pontos. A Ponte, da mesma forma, não tem muito o que comemorar, uma vez que vai a 34 e permanece na zona de descenso à Série B.

Veja fotos dos jogos da 32ª rodada do Campeonato Brasileiro:

Ambos voltam a campo daqui a uma semana. O Criciúma visitará o Internacional, em Porto Alegre, enquanto a Ponte Preta jogará em Campinas, contra o Vitória.

Neste domingo, quem chegou com perigo pela primeira vez foram os visitantes, Logo aos dois minutos, Uendel recebeu em velocidade na meia esquerda e arriscou chute rasteiro. Bem colocado, Galatto buscou a bola no canto esquerdo e teve o rebote afastado na sequência pela zaga.

Depois do susto, o Criciúma criou as melhores jogadas e quase abriu o placar em três oportunidades. O atacante Wellington Paulista e o meia Ricardinho receberam boas bolas dentro da área, mas não tiveram a pontaria ideal para vazar a meta defendida pelo goleiro Roberto.

Lins (Criciúma) e Rildo (Ponte Preta) disputam a bola no empate em 1 a 1 no Heriberto Hulse
Fernando Ribeiro/Futura Press
Lins (Criciúma) e Rildo (Ponte Preta) disputam a bola no empate em 1 a 1 no Heriberto Hulse

Aos 32 minutos, Marlon recebeu bola alçada e chutou na rede, pelo lado de fora, enganando a torcida atrás do gol. Mas, já no minuto seguinte, o time da casa marcou para valer. Ricardinho aproveitou rebote oferecido por Roberto e, quase na pequena área, tocou de esquerda para a rede.

A superioridade da equipe catarinense poderia ter sido traduzida em mais um gol, ainda no primeiro tempo, caso Ricardo Marques Ribeiro tivesse assinalado pênalti de Diego Sacoman em Marlon, aos 42 minutos. A torcida imediatamente protestou, porém o árbitro mandou o jogo seguir.

O empate veio aos nove minutos da etapa final. Após cruzamento de Régis pelo lado direito, a bola atravessou toda a área até a segunda trave, onde Leonardo apareceu livre para empurrar de perna esquerda, sem chance de defesa para Galatto.

Precisando da vitória, o técnico Argel Fucks sacou o volante Éwerthon Páscoa para colocar Marcel, mais um atacante. Mas a mudança inicialmente acabou favorecendo a Ponte, que só não virou o jogo aos 22 minutos porque Adrianinho errou a pontaria após ótimo passe de Rildo na entrada da área.

O Criciúma, porém, também poderia ter saído vitorioso. Aos 34 minutos, Marcel chutou a bola na trave esquerda. Ela sobrou nos pés de Lins, que inacreditavelmente acertou a mesma trave. No lance seguinte, Wellington Paulista recebeu cruzamento e cabeceou à esquerda do gol.

FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 1 X 1 PONTE PRETA

Local:   Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC)
Data:   3 de novembro de 2013 (domingo)
Horário: : 19h30 (de Brasília)
Árbitro:   Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes:   Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Cartões amarelos:   Marlon, João Vitor e Fábio Ferreira (Criciúma); Baraka, Fernando Bob e Roberto (Ponte Preta)

Gols:   CRICIÚMA: Ricardinho, aos 34 minutos do primeiro tempo
PONTE PRETA: Leonardo, aos nove minutos do segundo tempo

CRICIÚMA:  Galatto; Ezequiel, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Ewerton Páscoa (Marcel), João Vitor, Ricardinho e Ivo (André Gava); Lins e Wellington Paulista (Fabinho)
Técnico:   Argel Fucks

PONTE PRETA:   Roberto; Régis, César, Diego Sacoman e Uendel; Baraka, Alef, Fellipe Bastos (Adaílton) e Adrianinho (Chiquinho); Rildo e Leonardo
Técnico:   Jorginho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.