Após nova derrota, Inter faz contas para evitar rebaixamento

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

"Temos de começar a olhar para trás", disse o capitão D'Alessandro após o revés para o Atlético-PR

Giuliano Gomes/Gazeta Press
D'Alessandro, capitão do Inter, na derrota para o Atlético-PR

A derrota para o Atlético-PR acendeu o alerta no Internacional. Sem vencer há cinco jogos, caiu para o 11º lugar do Brasileirão, com 42 pontos, seis à frente do primeiro clube que estaria hoje rebaixado. Apesar da distância, o capitão D’Alessandro alerta: é preciso somar o máximo de pontos possível para evitar o pior no fim do ano.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Brasileiro

"Temos de começar a olhar para trás. Precisamos ainda fazer seis ou sete pontos para ficarmos tranquilos. Estamos em uma zona indefinida da tabela, e temos que fazer pontos. Qualquer pontinho agora passa a ser importante", avaliou o argentino.

O meia Alex não considera que o Inter corra risco de cair, mas também já tem as contas para evitar a queda na ponta da língua: "Qualquer derrota causa instabilidade, na situação em que estamos. Temos errado muito. Não acho que a gente corra risco. Precisamos de mais seis pontos, mas isso é uma realidade, e precisamos lidar com ela com sabedoria", pediu o meia.

Para o volante Willians, a falta de criação de jogadas foi o principal problema do Internacional em Curitiba: "A gente vive um momento delicado. Temos de criar mais, temos jogadores com qualidade para isso, e o time não cria. Essa situação está fogo", desabafou.

Com a derrota na Vila Capanema, o Inter caiu para o 11º lugar do Brasileirão, com 42 pontos. Para o Vasco, 17º colocado, são seis pontos de diferença. Domingo, a equipe gaúcha tentará recuperação diante do Botafogo, no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.

Leia tudo sobre: Internacionalbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas