Atlético-MG aplica goleada e confirma rebaixamento do Náutico

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Time mineiro aplica massacre e equipe pernambucana está matematicamente rebaixada para a Série B do Brasileirão em 2014

O Atlético-MG cumpriu o seu papel em um jogo com pouco efeito prático para a tabela do Campeonato Brasileiro. Em preparação para o Mundial, a equipe alvinegra recebeu o Náutico, venceu por 5 a 0 e deu chancela matemática ao que todos já sabiam: o time pernambucano vai disputar a segunda divisão em 2014.

Confira classificação, tabela de jogos e artilharia do Campeonato Brasileiro

Com muita movimentação do meio para a frente, o campeão sul-americano não teve dificuldade para se impor diante do lanterna. Guilherme, Diego Tardelli, Fernandinho e Jô certamente teriam maiores problemas em um coletivo contra os reservas atleticanos, loucos para assegurar uma vaguinha no time que jogará no Marrocos.

Futura Press
Jogadores do Atlético-MG comemoram gol na fácil vitória sobre o Náutico

A vitória alvinegra foi encaminhada no primeiro tempo. Tardelli achou um ótimo passe para Fernandinho abrir o placar, logo no início. Pouco depois, Fernandinho aproveitou uma falha de William Alves para deixar Jô com o gol aberto. Ficaria ainda mais fácil após o intervalo.

Guilherme marcou de cabeça após cobrança de escanteio de Tardelli e desvio de Jô. Faltava o de Tardelli, como gritou Cuca no banco, e o problema foi resolvido em uma batida de falta. Estava tão fácil que Luan e Alecsandro, que haviam acabado de entrar, construíram o quinto gol em sua primeira jogada.

Pouco preocupado com a tabela, o Atlético-MG chegou aos 48 pontos e assumiu provisoriamente a sexta colocação do Nacional. Estacionado nos 17, o Náutico já não tem como sair da zona de rebaixamento nas seis rodadas finais. A distância de 15 pontos para o penúltimo colocado, que tem um jogo a menos, mostra o que foi o campeonato alvirrubro.

O jogo

A expectativa criada em torno da partida foi rapidamente confirmada. O fraco time do Náutico encontrou muita dificuldade para sair jogando, não conseguiu manter a bola no pé e teve muitos problemas para acompanhar a movimentação do quarteto ofensivo dos donos da casa.

Guilherme era, na teoria, o armador central, mas Fernandinho e Tardelli se mexiam demais e ocupavam o espaço do camisa 17, que também não parava quieto. O resultado eram frequentes trocas de passes na entrada da área e até dentro da área do último colocado.

Aos cinco minutos, Jô acionou Guilherme, que deixou com Fernandinho, e o gol só não saiu por causa de uma boa defesa de Ricardo Berna. Aos dez, não teve jeito. Tardelli dominou na meia e deixou Fernandinho na cara do gol. Uma cavadinha colocou a bola no canto esquerdo.


Fernandinho também participou do segundo gol, aos 22 minutos. Ele recebeu lançamento na direita e errou a tentativa de chapéu, mas contou com a falha de William Alves para invadir a área e rolar para Jô. O centroavante concluiu de pé direito na risca da pequena área para marcar um gol fácil.

A busca do Náutico pela velocidade de Maikon Leite só deu certo em uma jogada na qual os anfitriões saíram errado. O atacante foi lançado por Tiago Real, mas pegou mal o chute de pé esquerdo e desperdiçou a única jogada mais perigosa dos visitantes até o intervalo.

Helder substituiu Olivera na volta dos vestiários, mas não mudou o ânimo do entregue Náutico. O Atlético-MG nem precisou forçar muito o jogo para chegar ao terceiro gol, aos 12 minutos, em cobrança de escanteio de Tardelli. Jô subiu livre, desviou de cabeça e viu Guilherme completar no segundo pau.

O lanterna, que já estava cambaleante, entregou-se de vez. Duas chances claras foram perdidas pelo time alvinegro até que Diego Tardelli encerrasse um longo jejum em cobrança de falta, aos 21. Aí, Cuca começou a fazer alterações e observar outros jogadores.

Pedido pela torcida, Luan dominou de calcanhar e construiu ótimo lance pela direita. Ele cruzou para Alecsandro, em seu primeiro toque na bola, fechar a contagem de uma vitória muito fácil de um time que procura crescer às vésperas do Mundial. O Náutico tenta juntar os cacos para reagir no próximo ano.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-MG 5 X 0 NÁUTICO

Local: estádio Independência em Belo Horizonte (MG)
Data: 2 de novembro de 2013, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias (PA) e Sergio H. Campelo Gomes (MA)
Cartões amarelos: Bruno Collaço e Martinez (Náutico)
Gols: Fernandinho, aos dez, e Jô, aos 22 minutos do primeiro tempo; Guilherme, aos 15, Diego Tardelli, aos 21, e Alecsandro, aos 29 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Réver, Leonardo Silva e Lucas Cândido; Josué (Luan), Pierre , Guilherme e Diego Tardelli; Fernandinho (Neto Berola) e Jô (Alecsandro)
Técnico: Cuca

NÁUTICO: Ricardo Berna; Auremir, João Filipe, William Alves e Bruno Collaço; Elicarlos, Derley, Martinez e Tiago Real; Maikon Leite (João Paulo) e Olivera (Helder)
Técnico: Marcelo Martelotte

Leia tudo sobre: Atlético-MGNáuticobrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas