Na contramão do Corinthians, Walter saboreia 2013 até o final

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Enquanto o elenco fez um segundo semestre abaixo do esperado, goleiro substituiu Cássio e vai terminar o ano como titular

Fernando Dantas/Gazeta Press
Walter, goleiro do Corinthians

O segundo semestre parece interminável para a maior parte dos jogadores do Corinthians, sem grandes objetivos nas sete rodadas finais do Campeonato Brasileiro - a não ser uma muito distante vaga na Copa Libertadores. Walter não se enquadra na maioria e está tão na contramão que vem jogando bem.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O goleiro de 25 anos vive uma temporada marcante. Depois de rodar por times do Paraná e fazer um bom Campeonato Paulista pelo União Barbarense, o jauense chegou ao clube do Parque São Jorge e, há três semanas, assumiu a vaga do titular Cássio, contundido.

Confira classificação, notícias, tabela de jogos e artilharia do Brasileiro

"Minha vida mudou desde o jogo em que entrei, contra o Criciúma", disse o interiorano, agora com três partidas pela equipe alvinegra. "Quando o professor falou que eu jogaria contra o Grêmio, até virei de ponta-cabeça, mas tinha que ficar de pé rápido. Aqui, a gente trabalha todo dia sob pressão, mas isso é muito bom. Cresce o foco, cresce o trabalho."

Foco é algo que Tite tem cobrado frequentemente do novo titular. O treinador viu um Walter deslumbrado na chegada ao Corinthians, em maio, e espera que o jogador não se perca com o novo momento. "Eu vou ao mercado buscar alguma coisa e tenho o reconhecimento. É legal, fico feliz com isso."Por enquanto, resto do time à parte, tudo vai bem. Como Cássio provavelmente só retornará de lesão na coxa direita na próxima temporada, o camisa 27 terá mais oportunidades até o final do ano para mostrar seu trabalho e curtir a fase nova da carreira.

"Vim do União Barbarense, joguei em times menores, mas estou trabalhando da mesma forma que fiz nos outros lugares. Acho que por isso estou aqui, Deus está me honrando. Claro, se eu tivesse umas partidas a mais, seria bom, poderia ajudar, mas o foco são essas sete partidas mesmo", disse o goleiro.

Leia tudo sobre: WalterCorinthiansigspbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas