Atlético-GO supera vaias da torcida e frustra planos do Avaí

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Em casa, equipe goiana, que demitiu treinador no fim de semana, venceu por 2 a 1 pela Série B

Em jogo atrasado da 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Avaí viajou até Goiânia para encarar o Atlético-GO, que demitiu o técnico Paulo César Gusmão no último fim de semana. Os catarinenses não repetiram as boas atuações recentes, nem aproveitaram o péssimo momento do adversário e perderam boa chance de se estabelecerem no G4 com a derrota por 2 a 1 sofrida nos minutos finais.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B do Brasileiro

O Avaí vinha de duas vitórias consecutivas, contra Paysandu e Bragantino, quando sequer levou gols. A solidez defensiva conquistada por Hemerson Maria, porém, não se repetiu no estádio Serra Dourada e o Atlético conseguiu impor o ritmo desde os primeiros minutos da partida na noite desta terça-feira.

A estratégia do interino Gilberto Pereira deu resultado e os atleticanos abriram o placar aos 23 minutos sem levar sustos na defesa. O atacante Juninho disparou pela meia direita sem ser incomodado pela marcação avaiana e tocou para a grande área. Anselmo deixou a bola passar e Fábio Lima entrou sem marcação para bater com categoria no canto esquerdo de Diego.

Na sequência, os donos da casa tiveram a chance de ampliar, mas o azar começou a atrapalhar os planos goianos na partida. Ernandes avançou pela esquerda e tocou na entrada da área para Anselmo. O centroavante apenas escorou para a chegada de Juninho, que bateu forte e rasteiro e viu a bola explodir no pé da trave.

O Atlético já respirava aliviado por sair para o intervalo em vantagem, mas o principal jogador do Leão de Florianópolis na Série B chamou a responsabilidade. Cléber Santana enfiou na esquerda para o lateral Aelson cruzar rasteiro e Marquinhos dominar com liberdade na grande área. O meia mostrou tranquilidade e deixou tudo igual.

A torcida rubro-negra, então, passou a jogar contra o time que se vê cada vez mais desesperado na zona de rebaixamento. O segundo tempo foi marcado por vaias vindas das arquibancadas e poucas investidas do Avaí nos contra-ataques cedidos pela pressão desordenada feita pelo Atlético-GO. Foi aí que um dos perseguidos pelos torcedores alcançou a redenção.

Quando o cronômetro marcava 34 minutos, Anselmo mais uma vez foi colocado na cara de Diego pelos companheiros de ataque, mas dessa vez não decepcionou. O centroavante girou com agilidade e acertou chute certeiro de canhota para os atleticanos respirarem aliviados. Nos acréscimos, o camisa 9 que havia tirado a camisa para comemorar, simulou pênalti e acabou expulso pelo segundo cartão amarelo.

Com o resultado, o Atlético-GO chega aos 35 pontos, ultrapassa o Paysandu pelo saldo de gols, mas permanece na zona de rebaixamento por ter uma vitória a menos do que o ABC - nove contra dez. Na próxima rodada, a 33ª da Série B, recebe o Ceará novamente no Serra Dourada, às 21h50 (de Brasília). O Avaí permanece com 53, na quarta posição - três a mais do que o quinto colocado - e tem clássico com o Figueirense no domingo, às 17 horas, na Ressacada.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 2 X 1 AVAÍ

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 29 de outubro de 2013 (terça-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Fabio Faustino dos Santos (ES)
Cartões amarelos: Michael Jackson, Fábio Lima e Anselmo (Atlético-GO); Juliano, Eduardo Costa e Anderson Uchôa (Avaí)
Cartão vermelho: Anselmo (Atlético-GO)

Gols:
ATLÉTICO-GO: Fábio Lima, aos 22 minutos do primeiro tempo e Anselmo, aos 34 minutos do segundo tempo;
AVAÍ: Marquinhos, aos 46 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-GO: Márcio; Jonh Lennon (Michael Jackson), Alex Moraes, Anderson Conceição e Ernandes; Pedro Bambu, Régis, Bida e Fábio Lima; Juninho (Jorginho) e Anselmo
Técnico: Gilberto Pereira (interino)

AVAÍ: Diego; Ricardinho (Alex Reinaldo), Alex Lima, Bruno Maia e Aelson (Juliano); Eduardo Costa, Anderson Uchôa, Cleber Santana e Marquinhos; Márcio Diogo (Luciano) e Betinho
Técnico: Hemerson Maria

Leia tudo sobre: atlético-goavaíserie b

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas