Walter escuta Tite e afirma que “ainda falta provar muita coisa”

Por Gazeta |

compartilhe

Tamanho do texto

Substituto do lesionado Cássio, goleiro do Corinthians fez bela atuação no clássico e teve seu nome gritado pela torcida

Denny Cesare/Futura Press
Walter defende chute de Everton Costa no fim do clássico

Em um clássico em que a torcida do Corinthians hostilizou bastante o astro Alexandre Pato, o goleiro Walter só ouviu elogios. O substituto de Cássio teve o seu nome gritado pelo público que foi à Arena Fonte Luminosa no domingo antes, durante e depois de sua grande atuação no empate por 1 a 1 com o Santos.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Isso é fruto do meu trabalho, né? Mas joguei pouco até agora. Ainda falta provar muita cosa para a torcida", disse Walter, adotando discurso humilde, mas satisfeito com o clássico. "A gente foi bem. A equipe deu a vida em campo."

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Brasileirão

Quem aconselhou o goleiro a ser ponderado em suas declarações foi o técnico Tite, temendo que ele se iludisse com os elogios mais exagerados. "Falei para o Walter não se deixar levar. Ele está focado", garantiu.A preocupação é justificada. Até então pouco conhecido dos torcedores, Walter substituiu Cássio na recente vitória sobre o Criciúma, em Itu, e ganhou a confiança de Tite a ponto de ser escalado no jogo decisivo contra o Grêmio, na quarta-feira passada. O Corinthians acabou eliminado da Copa do Brasil na partida, mas o jovem fez boas defesas, inclusive na disputa de pênaltis.

"As oportunidades não batem na porta. Se eu soubesse que o Cássio se machucaria contra o Criciúma, quem estaria no nosso banco de reservas seria o Danilo Fernandes. Mas houve um revezamento, e a vez era do Walter", recordou Tite.

Walter também simplificou o processo que o levou ao time titular do Corinthians: "Acabei entrando contra o Criciúma, e o professor confiou em mim. Infelizmente, não conseguimos a classificação na Copa do Brasil depois disso, mas agora é bola para a frente".

Bem comportado, como quer Tite, o único empecilho para Walter se perpetuar como goleiro titular corintiano é Cássio. Com lesão muscular na coxa direita, no entanto, o melhor jogador da decisão do último Mundial de Clubes deverá ser desfalque até 2014. "Vamos ver o que vai acontecer. Todos os jogadores do Corinthians têm condições de jogar", desconversou o treinador gaúcho.

Leia tudo sobre: corinthianswaltertiteigspbrasileirao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas